Investidor, não é o fim do Brasil!

29jul14

As eleições estão chegando… Com isso não faltam especulações, mensagens alarmistas, profetas do apocalipse, medos, etc… Nos últimos dias pipocaram mensagens assim para todos os lados. São os alarmistas de sempre. Só pensam em publicidade e comércio – distribuem dificuldades para vender facilidades. Com isso muita gente acaba fincando com medo, retrai e desvia seus investimentos. Perdem com isso tempo, dinheiro e tranquilidade.

Criar alarmismos e inseguranças não ajuda em nada. Melhor mesmo seria se as pessoas “influentes e mais entendidas” do assunto buscassem desmistificar a bolsa de valores, o assunto investimento, traduzir as complicações da área em linguagem mais simples e acessível a todos. Afinal, investir de forma inteligente e com resultados não é privilégio de minorias iluminadas.

Você ficou com medo por causa dos alarmistas e acham que o Brasil vai acabar em 2015?

Como acha então que estavam os nervos dos investidores no Plano Color? Plano Real? Nas emblemáticas eleições de 2002? Ou após os atentados de 11/set nos EUA? Ou na crise de 2008? Se for olhar isso não se investe é nunca!

Não se impressione com os alarmistas e profetas do apocalipse. Mantenha sua disciplina e serenidade ciente de que está fazendo a coisa certa, simples, reta. Busque conceitos fortes, perenes, que independam de momentos, de eleições, conjunturas em fim…

Esse meu humilde Blog está no ar a 8 anos. Os conceitos que passo hoje aos amigos leitores mais recentes são os mesmos que eu conversava com os leitores mais antigos de 8 anos atrás, e assim é que deve ser…

Abraços e bons investimentos!

Eduardo Leitão
———————-
Quer comentar? Alguma dúvida? Deixe uma mensagem…

Leia também…

Dividendos – Tirando o leite da vaca

Se posso conseguir 10% de lucro em poucos dias, por que investir a longo prazo?

Os sentimentos das pessoas nas diversas fases da bolsa…



30 Responses to “Investidor, não é o fim do Brasil!”

  1. Leitão, Leitão… sempre sereno e passando essa tranquilidade para frente!

    Adoro essa cozinha! Posso dizer que foi um divisor de águas para minha visão de bolsa e investimento (e ainda bem que a encontrei cedo), além de me motivar a também procurar desmistificar e disseminar a cultura de investir.

    Para quem está chegando aqui a pouco tempo e vendo essa mensagem de tranquilidade do Leitão, pode acreditar! Não existe tempo ruim para começar a investir. O importante é começar, rápido e com informação de qualidade.

    Abraço,

    Fulgêncio Bomtempo

  2. 2 Vanio Vedova

    Parabéns pelo excelente post Leitão, e o Fulgêncio já escreveu quase tudo o que eu queria escrever, conheci o seu Blog em 2010 e de lá para cá minha vida financeira mudou… e para muito melhor, pois além da boa educação financeira (investimentos) aprendi muito com seu jeito sincero sobre como consumir com prudência e ser muito feliz com isto…
    Sobre “O fim do Brasil” desculpe mas tenho que falar aqui: Tem um pessoal da “Empiricus” que vende de tudo e andam espalhando este conceito por aí, realmente parece que está valendo tudo para se ganhar alguns $$$ das pessoas.
    Abraço,
    Vanio Vedova

  3. Crises ou boatos são excelentes na fase de acumulação da carteira, tenho muita simpatia por eles e os aguardo ansiosamente. rs
    Abraço

  4. 4 Zeca

    Leitao
    Parabéns mais uma vez , por transmitir a serenidade necessária numa época de pré eleição e já vi esse filme, mais do que você , e realmente quem mais lucra é quem mantem a calma e não foge dos princípios que aprendemos.
    Zeca

  5. 5 Terrivel

    Eu ví ontem esse vídeo sobre “o fim do brasil” , confesso que fiquei empolgado com a possibilidade dos preços de alguns papeis caírem e assim eu comprar mais. Se houver panico será bom. Valew pessoal da [xxx]!

  6. 6 Leitão

    Oi pessoal!
    Obrigado!

    Pois é… O importante é não entrar na onda, na manada… Agir sempre com serenidade e permanecer no caminho reto.

    Abraços!
    Leitão

  7. 7 Anônimo

    O texto da Empiricus é pura campanha. Parabens Leitão, por, apesar de conterrâneo do Aecio, não mistura as coisas, não traz alarmismos.

  8. 8 Leitão

    Oi “Anônimo”! (você esqueceu de dizer seu nome ou nickname) :-)
    Obrigado!

    A gente tem que investir de forma perene. Qualquer que seja o próximo presidente, ou qualquer que sejam os desafios econômicos futuros, devemos investir de forma a manter sempre a mesma postura, segura e de resultados.

    Quem investe dependendo da sorte não é investidor, é jogador.

    Um abraço!
    Leitão

  9. 9 Luiz B.

    Grande Leitão! Há muito tempo não apareço por aqui em virtude de ter começado a trilhar meu caminho como investidor por minha própria conta, agora sou só eu e eu. Se tenho a segurança que tenho hoje com relação aos meus investimentos tenho que agradecer muito a você. Venho apenas deixar uma mensagem a quem começou a investir a pouco tempo e está desesperado ou inseguro com o que possa vir a acontecer. Para vocês digo que sigam o que o Leitão escreveu no artigo à cima. Foco em empresas boas e diversificação. Tempestades e bonanças sempre vão exisitr. Ao invés de darem ouvido às notícias, leiam livros e analisem os resultados das empresas que vocês investem ou estão pensando em investir.
    Grande abraço e bons investimentos a todos!
    De grão em grão a galinha enche o papo!

  10. 10 Luiz B.

    Grande Leitão! Dando uma olhada no seu blog pra ver como andam as coisas vi que o seu filho nasceu! Parabéns! Que Deus ilumine a sua família! Já abriu uma conta pra ele na Bovespa? Só avisa a ele pra não comprar ESTR4 ou BMKS3. Essas daí só são pra ele brincar! Investimento é pra sair fora! Uma boa primeira lição!

    Abraço e tudo de bom!

  11. 11 Humberto

    Leitão, não concordo com você quando diz que foi “alarmismo” o texto da Empiricus. Se você leu o texto (acho que leu ou assistiu ao video) os analistas na primeira página já dizem o que significa “o fim do Brasil”. Eles utilizam uma metáfora para fazer uma análise da situação macroeconômica do Brasil. E o fizeram com muita competência elencando ponto a ponto o que eles consideram que piorou no país. O que eles chamam de “o fim do Brasil” é na verdade a desconstrução de toda a política macroeconômica montada no governo FHC e que segundo eles está sendo desmontada de forma assustadora. Eles, na metáfora, dizem que com o plano Real nasceu um novo Brasil que conseguiu estabilizar a economia, controlar a inflação e permitiu a ascensão social de milhões de pessoas. Esse Brasil é que eles dizem que está no fim em virtude das mudanças na condução da economia que estamos vendo. E demonstram com análise dos dados macroeconômicos. Acho que as pessoas devem ver o video ou ler o texto e tirar suas próprias conclusões. Por isso, não concordo com sua crítica em dizer que foram alarmistas. Acho que é uma crítica injusta da sua parte. Quem vir o texto (ou o vídeo) entenderá o porque. É uma análise como outra qualquer, inclusive a sua. Eu não achei alarmista! Um grande abraço e parabéns pelo trabalho…

  12. 12 Leitão

    Oi Luis!
    Puxa, muito obrigado! Obrigado pelos votos ao meu filhote (que está cada dia mais gordinho e forte rss) e também pela gentil mensagem sobre você… Fico realmente muito feliz em saber que pude contribuir com algo de bom na sua caminhada, e desejo sucesso! Caminhar solo é desafiador! Sucesso! ;-)

    —————————-
    Oi Humberto!
    Obrigado pela mensagem!

    Entendo seu ponto de vista. Mas veja:

    Não citei diretamente uma ou outra “consultoria”. Mas mesmo assim o problema não é a qualidade ou não da análise emitida, e sim a forma e o resultado prático a partir disso.

    Muita informação econômica, muita análise e economês podem ser interessantes para algumas pessoas, mas para a grande maioria isso é apenas ruido e o que fica é medo, insegurança, dúvidas e mais dúvidas…

    Se o objetivo for realmente elucidar e ajudar as pessoas de forma geral (e não somente economistas e financistas), de forma sincera e honesta, então é interessante buscar traduzir o “economês” para uma linguagem mais simples, eliminar os alarmismos, ter cuidado para não prejudicar ao invés de ajudar. Mas na maioria dos casos o objetivo é apenas posar de sabido para gerar publicidade, com segundas intenções…

    Se formos discutir economia, política, “management”, etc. e etc. podemos gerar uma infinidade de artigos muito técnicos, bem feitos, profundos, com dados e mais dados, verídicos e de qualidade. Mas a questão principal não é ganhar premio nobel de economia, e sim ajudar as pessoas a serem mais empreendedoras em seus investimentos, de forma mais pragmática, sem complicar, acessível…

    ——————
    Abraços, pessoal!
    Leitão

  13. Esta é minha primeira participação. Como já me matriculei para o próximo Curso do Leitão que inicia em Agosto, vou também aqui contar um pouco da minha vida em relação ao investimento em ações.Desde meados de 2013 tenho acompanhado o Blog. Engraçado como a maioria dos seres humanos agem de forma parecida, isto até nos consola.Quando em 2007 entrei na boom da bolsa, imaginei e tinha a certeza de que em poucos anos estaria com o “burro na sombra”, afinal a bolsa era uma mina da ouro, fiz um curso onde foi mostrado que pelo histórico das ações era só analisar o grafico, aplicar Fibonacci e comprar na baixa e vender na alta. Na crise de 2008, vi 60% do meu patrimônio em ações sumir. Fui a luta, recuperei e em Dezembro de 2009, havia recuperado meu patrimônio e ganho real de quase 30%. Pronto agora tinha a certeza absoluta, bolsa é para ficar milionário, afinal se passei uma crise como a de 2008 e ainda consegui um resultado maior que renda fixa em dois anos, estava fazendo a coisa certa. era o cara. eheheeh. Infelizmente ou felizmente tive que perder uma boa grana desde 2009, para aprender a lição e ver que precisava mudar. Buscar algo novo e concreto. Já li o livro do Leitão e estou no final do Livro do Décio Bazin, agora vou fazer o curso completo do Leitão. Desde Janeiro só invisto em boas ações, como é bom ver todo mês dividendos entrando na minha conta. Também li o artigo da empiricus e confesso, com minha nova visão, se acontecer tudo que eles estão prevendo, acho que vou ter a grande oportunidade de garantir minha aposentadoria sendo sócio de grandes e boas empresas quem sabe comprando a preço de banana.

  14. 14 Leitão

    Oi Janio!
    Obrigado pela mensagem!

    Interessante sua saga até aqui… Olha, isso é bem comum. Muitos ficam batendo cabeça, andando em círculos, justamente por causa das informações erradas que absorvem ao iniciar.

    Também já passei por tudo isso. Errei, errei, errei, errei de novo, errei mais uma vez, e fui errando… E quando buscava orientação sempre era prejudicado por descaminhos assim… Aí errava mais um pouco… Teve época que perdia valores equivalentes a um bom carro zero. E olha que isso, para quem tá começando, é uma pancada. Eu andava de fitinho 147 e perdia carro zero nos investimentos errados… Mas ainda bem que persisti e fui entendendo os verdadeiros conceitos… Aí chegou um ponto em que os acertos superaram os erros :-)

    Obrigado novamente pela mensagem! Agora vamos caminhar juntos com toda a turma!

    Um abraço!
    Leitão

  15. 15 Humberto

    Perfeito Leitão, eu concordo com você que ficar lendo coisa demais pode até atrapalhar ao invés de ajudar, mas não podemos ser inocentes ao ponto de ignorar os fatos econômicos. A situação macroeconômica afeta diretamente e muito as empresas e por conseguinte os resultados das empresas. Isso é fato. Portanto, saber um pouco de economia não faz mal a ninguém. Agora, concordo com você que existe muito economês por aí para enganar. Eu sou economista e sei bem o que estou falando. Mais importante que isso é analisar a empresa em que se está investindo e ver como ela reage diante de uma situação de crise econômica.

    Janio
    Eles fizeram um previsão, como outra qualquer, discordo de algumas coisas e concordo com outras. O mais importante é você ter conhecimento para fazer uma análise crítica e separar o que você acha útil e importante. Quando se analisa com conhecimento é mais difícil de ser enganado. Conhecimento é tudo. Um grande abraço!

  16. 16 Leitão

    Oi Humberto!

    Entendo… E você, como economista que é, está certo mesmo em analisar bem e ponderar bem sempre. Isso é ótimo mesmo.

    Mas é importante deixar claro que quem não é economista também pode investir com sucesso: médico, engenheiro, professor, padeiro, empresário, dentista, tradutor, músico, estudante, dona de casa, cabeleireira, escritor, filósofo, aposentado, estagiário…

    Grande abraço!
    Leitão

  17. 17 manoel oliveira

    Meu querido amigo (peço licença para chama-lo assim rs), eu já estava quaaase decidido, porém este seu post me fez ter certeza que vou estar entre os alunos de seu próximo curso.. obrigado por nos tranquilizar com suas palavras de sabedoria. ah. e parabéns pelo filhão…
    Atenciosamente,
    Manoel Oliveira

  18. Humberto, não estou criticando a análise da empíricos. Também tenho formação em Admnistração e Contabilidade e sou sócio de 6 empresas, onde participo diretamente das decisões. E hoje posso dizer que tenho estabilidade financeira. Apenas coloquei que com o pequeno conhecimento que adquiri com a leitura dos livros citados e aqui no blog, vi um outro “mundo”, o da oportunidade de ser sócio de grandes e boas empresas, recebendo minha parte nos lucros e crescendo junto com a empresa. Tenho 47 anos, já vivi muitas crises econômicas, sobrevivi e na minha opinião isso é cíclico. Eu acredito que o pessoal da empíricos apenas foi infeliz no título, eu li tudo que estava escrito (o vídeo foi depois) e concordo com muita coisa que colocaram lá, por isso estou vendo dois cenários, um com novo governo e outro com os mesmos no poder. Mas o que mais me deixa tranquilo é ter a certeza de que estou no caminho certo, agora o que preciso é aprender como colocar em prática tudo que estou aprendendo aqui e vou adquirir no curso com o Leitão. Abracos

  19. 19 OValter

    Pois é Leitão, dessa vez eu vou dizer que concordo com o fim do mundo e com o seu comentário…rsrsr ainda bem que eu conheci o seu blog.

  20. 20 Luiz Eduardo de F. Angelini

    Leitão;

    Por estamos vivendo um ano eleitoral, e temos dois candidatos mais próximos de chegar ao poder, você não acha interessante que os dois candidatos possivelmente mais votados pertençam a grupos que já estiveram no poder.
    E por isso, nos convenha rever os dividendos pagos pelas ações nos anos que o Brasil foi governado pelo partido X e pelo partido Y, para sabermos qual dos dois poderão tomar medidas mais favoráveis aos investimentos, e assim tenhamos mais segurança com os resultados?
    Abraço do
    Luiz Eduardo

  21. 21 Luiz

    Compartilho de sua opinião e lamento que “o fim do Brasil” soe tão forte qto a “Tempestade perfeita” soou. Esta ultima não sei se chegou a ser algo como uma chuva forte! Os caras que fazem previsões, via de regra são tão ensaboados, que mal uma previsão não se concretiza, eles lançam outra, sempre com um talento enorme para, através da previsão da vez, vender os relatórios!!!! É disso que eles vivem
    Abraços

  22. 22 Leitão

    Oi Manoel!
    :-) Obrigado pelos votos ao meu filhote e obrigado pelo crédito, eu que agradeço! Que bom que animou vir para a turma, você vai gostar da companhia dessa gente boa e sabida das coisas rss! :-)

    Acabei de lhe responder lá no seu e-mail…

    ——————–
    Oi OValter!
    Valeu! :-)

    —————-
    Oi Luiz!

    Na verdade não há correlação direta entre os grupos políticos que estão no poder e a bolsa de valores. Às vezes algumas linhas políticas podem beneficiar ou prejudicar determinados setores da economia, mas não é em cima disso que tomamos decisão de investimento em ações.

    Tomamos decisão de investimento em cima da boa ou má gestão das empresas. As empresas que estão indo bem, sob a política X ou Y, somos sócios. As empresas que não vão bem, sob a política X ou Y, não somos sócios.

    Veja:

    – O grande barato do pequeno investidor é justamente isso: não ter amarração umbilical com a empresa. O pequeno investidor pode escolher empresas para ser sócio como em um supermercado. Já o grande investidor e o grande empresário já têm ligação umbilical, a empresa é seu sangue e não dá para entrar e sair de uma sociedade como se troca de cueca.

    —————-
    Abraços, pessoal!
    Leitão

  23. 23 Daniel

    Olá Leitão!

    Depois de muito tempo sem acompanhar o blog, passei para dar uma rápida olhada. E não demorou muito para que eu tivesse a certeza de que esse ainda é o meu blog de finanças favorito.
    Gosto muito dos debates que ocorrem por aqui. Muito bom o nível da proza.

    Grande abraço!
    Daniel!

  24. 24 Leitão

    Oi Daniel!
    Obrigado! Valeu! Some não!
    :-)

  25. 25 Anônimo

    Amigo Leitão aqui é MarMar do RJ (Maumau)da sua primeira turma. Passei para deixar um abração.

  26. 26 Leitão

    Oi Maumau!
    Bom dia! Quanto tempo, heim!

    Bom ter notícias sua! Apareça mais vezes!

    Obrigado e um abração pra você também!
    Leitão

  27. 27 Rafael Resende

    LEITÃO : “Como acha então que estavam os nervos dos investidores no Plano Color? Plano Real? Nas emblemáticas eleições de 2002? Ou após os atentados de 11/set nos EUA? Ou na crise de 2008?”

    RAFAEL: Eu acho que OS INVESTIDORES (de verdade) estavam extremamente eufóricos e ansiosos, com os nervos à flor da pele, loucos, batendo cabeça, arrancando os cabelos… pelas quantidades de pechinchas de AÇÕES EXCELENTES, sendo vendidas com excelentes descontos, a preço de banana e não terem recursos suficientes para aproveitar todas as oportunidades…

  28. 28 Leitão

    Oi Rafael!
    :-)

    Legal os destaques! Valeu!

    Um abraço!
    Leitão

  29. 29 César Westin - Jovem há mais tempo

    Fibo Leitão: seu comentário para o Luís é o resumo que “colo” (dos bancos escolares, rs) de você. Confesso que gosto dos comentários da Empiricus e a coragem dos seus articulistas sobre a ditadura que estão querendo nos submeter, até nas operações de Bolsa. (Vide excrescência da conduta do Banco Santander para com seus analistas) O problema é que realmente nas conclusões eles exageram e … vendem o seu “peixe”. Isto também não é proibido, pois se quisermos IMPOR a eles uma outra conduta, estaremos agindo exatamente como aqueles que estão querendo nos impor um modo de vida antidemocrático. Abração a você, a todos desta formidável cozinha democrática e ética! César Westin – Jovem há mais tempo

  30. 30 Leitão

    Oi César!
    Muito obrigado pelo comentário!

    Pois é, o importante é somar… cada um do seu jeito… nada de subtrair… Se não pudermos somar, que não venhamos a subtrair…

    Abração!
    Leitão


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s