OFFTOPIC – CORONAVIRUS – Depoimentos pessoais durante a crise

21mar20

Queridos amigos, bom dia!

Diante da crise de saúde e também social que está em nossa porta, proponho criar esse tópico off-topic (fora do tema do nosso Blog, que é sobre investimentos), focado em compartilhar nossas experiências pessoais durante o andamento da crise.

Penso que, ao compartilhar nossas experiências pessoais, podemos nos ajudar com informações e também apoio emocional.

Informação e apoio serão duas ferramentas importantes nessa verdadeira guerra biológica.  

Obrigado!
Leitão



21 Responses to “OFFTOPIC – CORONAVIRUS – Depoimentos pessoais durante a crise”

  1. 1 Leitão

    Começando então:

    Os amigos aqui do Blog que são da área da saúde, como está até o momento aí no trabalho?

    Matematicamente falando, os atendimentos de urgências e UTI vão aguentar até quando?

  2. 2 Fernando

    Tenho familiares e amigos na Italia, a situação desesperadora, faltam leitos, as unidades de atendimentos vários pacientes esperando a vez de receber respiratórios, muitas crianças em camas em corredores de unidades e hospitais com sintomas sérios de falta de ar. A prioridade de atendimento são idosos….
    por isso fiquem em casa e evitem aglomerações, reuniões…etc
    Cuidem de seus familiares e rezem pelas famílias..

  3. 3 Leitão

    Obrigado, Fernando! É isso que precisamos: informação e depoimentos reais! Muito obrigado mesmo! Vamos juntos!!

  4. 4 Anônimo

    Boa tarde caro leitão e amigos do blog. Aqui em Canoas/RS já foram confirmados 2 casos do coronavírus. Estamos em quarentena .
    Seguimos firme. Abs

  5. 5 Clodoaldo Bueno

    Bom dia

    Pessoal aqui em Chapecó SC estamos com 2 casos confirmados e a cidade em quarentena.

    O gráfico do Brasil está muito similar ao da Itália em relação ao contágio, creio que nas maiores cidades não vamos ter coisas boas.

    Abraço.

  6. 6 FABIO

    Aqui em Belém-PA já temos 2 casos confirmados e outros tantos suspeitos.

    Daqui a pouco o contágio vai evoluir para comunitário.

    E o que observo é muitos nem ligam… vivem como se nada estivesse acontecendo, querem sair e fazer as coisas normalmente. Principalmente os velhos que são marrentos.

    Não é ignorância, porque o que tem de informação veiculada até meu sobrinho de 12 anos já decorou.

    É cultura de irresponsabilidade com a própria vida e a vida dos outros.

    Essa mesma cultura que a gente vê todos os dias no trânsito por exemplo.

    O povo aqui ainda está longe da civilidade da minha opinião.

  7. 7 Roberto

    Oi pessoal,

    Nesse período de restrição de contato social, recomendo usarem bastante chamadas de vídeo do whatsapp, que suportam até 4 participantes de um grupo, ou do Zoom cloud meetings, que suporta até 100.

    Sugiro também ver o video recem publicado do ministro de defesa de israel, que em 2 minutos explicou sobre a medida mais eficaz para conter o corona

  8. 8 Leitão

    Obrigado, amigos!
    Fábio, é essa falta de educação e civilidade que me preocupa no caso do Brasil… A curva pode ser igual ou pior do que da Itália. Ainda está em tempo de minimizar isso… a taxa de contaminação lá está em 10% e as mortes em 10% dos contaminados, sendo que uns 9% não é pelo vírus em si e sim por não ter como atender (colapso do sistema).

    No link abaixo dá para consultar a capacidade do sistema:
    http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?cnes/cnv/leiintbr.def

    Consulte por cidade, por exemplo. Basta fazer as contas. Número de habitantes * 10% = contaminados na curva em ascensão rápida. 10% dos 10% serão os que precisarão de atendimento do sistema de saúde, e se ver o número de leitos, a conta não fecha. O sistema suporta 1%, outros 9% vão morrer por falta de atendimento.

    Tomara que eu esteja errado. E tomara que as medidas do governo e da população ajudem a reduzir isso pelo menos metade… afff…

    Abraços!!
    Leitão

  9. 9 Leitão

    Ministro da Defesa de Israel:
    https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-03-21-Covid-19-Ministro-da-Defesa-israelita-pede-distanciamento-entre-idosos-e-jovens

    “Distanciar os jovens dos idosos. Manter idosos em isolamento. Duro, mas verdade.”

  10. 10 Leitão

    Amigos, olhem que vídeo lindo e sensato:

    “Carta do COVID19 para a Humanidade (LEGENDADO PT-BR)”

  11. 11 Leitão

    Amigos, detesto ser portador de notícias ruins, mas é pelo bem de todos que a alguns dias estou mobilizado nisso. A coisa é séria mesmo.

    Peço por favor que hoje, assim que conseguirem tirar 1h e 20min de tempo pessoal para se informarem melhor, vejam o vídeo abaixo. É 1h e 20min que vão passar como se fossem 5min, tamanha a relevância do tema.

    Informação e apoio serão ferramentas importantes daqui para a frente. E o fator tempo vai definir muitas coisas, por isso a urgência do tema….

    Abraços!
    Leitão

    PS.: O Atila é cientista sério e os vídeos do Youtube sobre o Coronavirus não estão sendo monetizados, não ha interesse comercial nesses casos…

  12. 12 Leandro Mngr

    Bom dia, pessoal. Ótima semana para todos.
    Aluno novo na área. Próxima turma do mestre suíno, estarei lá ;)

    Estava fora no nosso Brasil desde o ano passado e desde Novembro vinha explorando a Ásia até o ponto em que me vi sob grande ameaça de ficar preso em um país longe do meu. Acreditem, isso dá medo (apesar do estado crítico histórico do nosso sistema de saúde) quando você vê a situação em outros países, até mesmo europeus.

    Essa aventura estava toda planejada (confirmada, paga etc) até Maio.

    Bem, estava na Tailândia quando decidi voltar. Iriamos para a Malásia hoje (segunda-feira 23) mas o transito de pessoas foi dificultado com o fechamento quase que completo das fronteiras deles a partir da última terça-feira, dia 17 (nesse mesmo dia, movido pela emoção, fiz um dos melhores investimentos que podia. Comprei as passagens de volta). O mais próximo que consegui daquele dia foi esse último sábado, 21, chegando no Brasil domingo, 22. Hoje estou no meu primeiro dia de quarentena.

    Contada a história, aqui vai: Minha quarentena está sendo feita por pura consciência. No aeroporto, NADA DE NADA foi feito com a minha chegada, um vôo com origem da Ásia. Durante o vôo, vi que TODA TRIPULAÇÃO estava de máscaras mas não tinha, por exemplo, álcool gel disponível (tudo bem, não sei o quanto o produto é inflamável mas, enfim, não tinha, apesar de eu ter trazido a minha bisnaga para uso próprio na bolsa de mão). Durante o vôo houve apenas um anúncio pedindo às pessoas para não ficassem de conversa nos corredores e áreas próximas ao banheiro pois o distanciamento era importante (apesar da classe econômica ser aquela troca de calor humano). Poucos passageiros usavam máscaras nesse vôo.

    Moro em SP mas toda minha família é do RJ. Quando cheguei, teve live com eles e meu cunhado estava contando que na rua, tinha churrasquinho, futebol etc. Ou seja, as pessoas realmente parecem estar considerando tudo isso “lenda urbana” ou uma “gripezinha de leve”.

    Já sobre o restante do mundo, Hoje soube que Dubai está fechando o espaço aéreo. Até domingo, passei por lá e o aeroporto estava “normal”. Cheio de gente, o que comprometia a estratégia do distanciamento social. A proporção de pessoas usando máscara era menor. Muitos grupos de pessoas batendo papo, muitos idosos expostos. No banheiro, uma situação inusitada, quando fui lavar a mão, vi um rapaz que passou uma água de leve, passou no rosto e bebeu (essa última parte não entendi porque do lado de fora tinha bebedouro). Enfim, bizarrices do ser humano

    Na Tailândia, o turismo literalmente minguou. Os poucos turistas que tinham na cidade que estávamos, Chiang Mai, pareciam se limitar a pequenas distâncias para almoçar, por exemplo. Todas as lojas de massagem, SPA etc fecharam. As feirinhas noturnas, atrações para turistas mas tb dirigida e consumida pelos locais, foram suspensas por tempo indeterminado. Essa foi a segunda vez que visitamos essa cidade e sempre nos sentimos super seguros e tranquilos mas na sexta-feira, minha esposa e eu passamos por um episodio onde um local parou de moto do nosso lado e começou a falar que tínhamos que ir embora logo dali, não devíamos estar lá etc… nos xingou e tudo… me segurei pra não criar encrenca pois ele não fazia ideia que minha vontade era ter de já ter ido embora mesmo.

    Antes de Chiang Mai, passamos quase todo o mês de fevereiro em Bangkok. Naquela época estava tudo tranquilo, menos para chineses e japoneses. Esses receberam ordem de retornar aos seus países muito antes da coisa estourar na Europa, por exemplo. A rotina diária, entretanto, estava normal naquele momento. Todos os alertas para lavar as mãos, evitar aglomerações etc já estava acontecendo, mas eu só via as pessoas “fugindo” dos chineses (eu, particularmente tenho imensa dificuldade em identificar chines, japones, taiwanes, sul coreano….)

    Como disse anteriormente, iríamos rodar aquela região até Maio. Iriamos para a Malásia essa semana, Indonésia no próximo mês, depois Singapura e então sairíamos da Ásia no final de Maio, indo a Berlim. A partir disso começaríamos uma nova aventura explorando algumas cidades por lá e depois veríamos o que fazer (a ideia era ficar fora até o fim de 2021). Apesar de acompanhando a situação nesses lugares pela mídia e através de outros amigos asiáticos e brasileiros viajantes, começamos a ficar muito mais preocupados quando a voo para Berlim, que aconteceria no final do mês de Maio foi cancelado devido a situação do vírus. Ora, se na primeira semana de Março já estavam cancelando vôos que só aconteceriam em Maio, tinha algo muito estranho acontecendo.

    Depois disso vocês já sabem o resto… da segunda semana de Março para frente, começou todo o “estouro” na Europa, Américas etc.

    E cá estamos, bem, sem nenhum sintoma, em quarentena (não vejo a hora do curso começar). Desculpem o textão-depoimento, mas é que empolguei.

    Abraços e boa saúde à todos porque o resto, a gente busca!

  13. 13 Leitão

    Oi Leandro!
    Boa tarde!

    Muito obrigado pelo seu depoimento! Dá para vermos como é fácil disseminar o vírus ao redor do mundo… ele é silencioso, lento em dar sintomas, e pega muito fácil. Ou seja, um inimigo invisível mesmo.

    Obrigado pela confiança também em participar do curso de maio. Vamos enfrentar dias difíceis pela frente, mas devemos nos esforçar para manter a roda social e econômica girando. Tudo isso vai passar, mesmo que demore. E os que tiverem bem preparados vão ter um novo mundo a viver, acredito que bem melhor.

    Vamos juntos!
    Grande abraço!
    Leitão

  14. 14 Leitão

    Mapa mundial COVID-19:
    https://www.covidvisualizer.com/

  15. 15 Marcelo

    Obrigado pelo vídeo Leitão, valeu muito a pena ter assistido! :D

  16. 16 Anônimo

    Oi amigos, tenho plena consciência que temos que dar prioridade a vida no momento, mas estou muito preocupado com as vidas que podemos perder por conta da crise economia que virá! Já tem muitas pessoas perdendo o emprego e a política pública parece não amenizar muito a situação das pequenas empresas e pessoas que perderam e perderão seus empregos. Que Deus proteja todos nós!

  17. 17 Ricardo

    Desculpe, meu nome é Ricardo

  18. 18 Leitão

    Oi Ricardo!
    Boa tarde!

    Acabei de responder uma outra mensagem para o amigo Eli que vai de encontro ao assunto:

    Essa crise de saúde mundial não é como as outras crises. Como ela afeta principalmente a faixa etária acima de 60, e são justamente os maiores governantes do mundo que estão nessa faixa, eles estão tomando muitas medidas rapidamente, talvez preocupados com a própria pele…. e como ela está mostrando que pode provocar caos mesmo, isso pode sim refletir em uma crise social e econômica global, dependendo do tempo que perdurar… Realmente é algo singular e de difícil análise. Gostaria de pensar que os maiores governantes do mundo são sábios e sensatos, mas não dá para ser tão otimista assim. Não sei se vão dar prioridade para a vida ou para a economia… torço para que salvem vidas, nem que seja por causa de suas próprias peles…

    Bem, só nos resta agora agir com bastante cautela, bastante precaução…

    Quanto às ações, se sua carteira foi bem construída, após a crise tudo volta ao normal… talvez já em 2021… pois a bolsa não tem muita relação com a realidade, então é bem provável que mesmo que tudo esteja ainda complicado, a bolsa esteja em outra direção…

    Assim que eu tiver uma leitura melhor devo postar lá no Blog para os amigos…

    Um abraço!
    Leitão

  19. 19 Beradero

    Conforme a minha meditação matinal (Mt 6:34): vivi o dia que Deus me concedeu.

    Na minha cidade onde o pessoal é rústico e sistemático existe uma quase normalidade, quebrada unicamente pelas medidas restritivas da liberdade tomadas pelo governador. Se não fosse por isso não se perceberia problema algum.

    Nem é preciso dizer que “nóis é simprão de tudo” e entendemos perfeitamente e apoiamos, na grande maioria, o que o presidente falou.

    Quase ninguém de máscara. Nem mais os caixas do supermercado.

    Aquilo é um incômodo e muita gente já percebeu que ela só serve para quem estiver doente não contaminar os outros.

    Estou otimista e confiante que as demais atividades voltarão a rotina em breve, pois nosso povo não é bobo e já entendeu que tem como superar a pandemia sem destruir a economia.

    E que Deus abençoe os nossos bons propósitos.

  20. 20 Leitão

    Oi Beradero!
    Bom dia!

    Queria ser mais otimista, mas pelo que estou estudando e analisando o bicho vai pegar até o final de Abril.

    Todo mundo se preocupa com emprego e economia quando está bem de saúde. Mas quando vem a fragilidade humana, todos só querem a sobrevivência…

    Eu acho que o Governo já viu que a realidade brasileira, a cultura, as aglomerações nas favelas, etc. vão ferrar com o sistema de saúde de qualquer jeito, então parece que estão querendo deixar rolar e “salvar” a economia…

    Eu não queria estar na pele dos governantes nessa hora. Qualquer decisão ruim pode ser trágico…

    Vou citar meu texto acima: “Gostaria de pensar que os maiores governantes do mundo são sábios e sensatos, mas não dá para ser tão otimista assim. Não sei se vão dar prioridade para a vida ou para a economia… torço para que salvem vidas, nem que seja por causa de suas próprias peles…”

    Abraço!
    Leitão

  21. 21 Anônimo

    Boa Tarde!

    Estava meio desligado de tudo e lendo alguns comentários acima, lembrei do curso Leitão. O famoso efeito manada.
    Infelizmente estamos falando de vidas humanas e qualquer morte é traumática.
    Acredito que se os meios de comunicação desde o inicio tivessem se preocupado mais em informar e orientar, aos invés de pregar o caos, a situação seria diferente. Mas isso não vende.
    Vi acima comentários e até um post de um sujeito que coloca 1 milhão de mortes no Brasil.
    Prefiro ser realista e otimista. Não acredito que pessoas/especialista como alguns médicos e cientistas “dariam a cara para bater”.
    Todos aqueles que a exemplo de Osmar Terra, defendem o isolamento vertical, dizem a mesma coisa, as pessoas precisam tomar cuidados especiais, evitarem contatos e aglomerações, higienização constante e por ai vai.
    Moro no sul de SC, daqui a um mês chega o frio e ai os casos de gripe se acentuam.
    Aqui tivemos 5 mortes, 2 na cidade onde moro, 2 pessoas de idade e com problemas sérios de saúde. A demais na região foram de pessoas de cidades pequenas. O que podemos concluir é o que especialistas já falam, o vírus já esta espalhado e agora temos que aguardar as consequências, mas com a vida voltando aos poucos a normalidade.
    No mundo morrem mais de 6 mil pessoas por hora de todas as causas, o numero de mortes até hoje correspondem a cerca de 12 horas das mortes que ocorrem no mundo diariamente.
    Tem uma série/documentário Netflix (Pandemia) que mostra a realidade do virus influenza no mundo, mostra a “temporada de gripe dos EUA” e o medo de uma nova mutação do virus.
    Infelizmente pessoas vão morrer em consequência do virus, assim como morrem milhares de pessoas todos os dias em consequência de outras infermidades.
    Mas a realidade é uma só, segundo especialistas (e não metidos), o virus só vai parar de se propagar quando cerca de 60, 70% da população criarem anticorpos.
    Então temos que cada um fazer a nossa parte, se cuidar e cuidar dos outros, com todos os cuidados para que essa propagação seja lenta, mas que ocorra ainda na época quente do ano. Pois paises frios e regiões mais frias é onde o vírus tem sido mais agressivo.
    Vale a pena também ver o tratamento adotado pela “Prevent Senior”, onde reduziu praticamente a zero as mortes com um protocolo preventivo. Mesmo se tratando de pessoas idosas.
    Que Deus nos Abençoe!

    Abraço

    Jânio CF


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s