CHAT 01 a 30/setembro

02set19


Leia também…
Histórico de Chat’s (muitas dicas!)

Gráficos e dicas em seu e-mail...
Mais: Antes e depois  |  Melhores artigos do Blog  |  Chat’s  |  Livros
      RSS dos comentários



13 Responses to “CHAT 01 a 30/setembro”

  1. 1 Anônimo

    Olá Leitão, como vai?
    Estou com um “problema ” para resolver.
    Estou com 56 anos e recebi de herança 6 milhões dos imóveis vendidos d família.
    Estou querendo me estruturar para desacelerar e gerar minha renda através desse montante.
    Não vejo hoje as ações e fundos imobiliários com preços atrativos. Os preços dos bons ativos me parecem descolados pra cima em relação ao caixa/ lucros gerados. Gostaria de poder gastar pelo menos 0,5% ao mês, pois tenho filhos na faculdade e muitos gastos.
    Como vc faria esta transição no atual momento. Muito obrigado e fique com Deus. Abraço. Roberto

  2. 2 Leitão

    Oi Roberto!
    Bom dia!

    Primeiramente, parabéns! Imagino que esse patrimônio foi fruto de muito trabalho de seus pais e antepassados. Com certeza já geraram muito fruto por onde passaram…

    É realmente um problema, pois isso poderá trazer bem ou mal, dependendo de sua postura em relação ao dinheiro. Um perigo muito grande é se acomodar, no sentido ruim da palavra, de ficar ocioso ou mesmo tirar sua capacidade de produzir, de frutificar. O engano do dinheiro sobrando no banco pode ser ruim para você e principalmente para sua descendência (muitos filhos, ao receberem moleza por parte dos pais, ficam igualmente moles, fúteis, frágeis)… Esse é o primeiro alerta que quero dar.

    Outro problema é o oposto, querer investir demais, empreender demais, e com isso o dinheiro vai lhe trazer mais problemas do que soluções. Muitos criam tantas coisas ao seu redor que depois acabam de cabeça quente, cheio de problemas que o dinheiro e as coisas ligadas a ele trazem. Isso é bem comum de acontecer. Esse é meu segundo alerta…

    Outra armadilha é o estilo de vida. Quanto mais caro o estilo de vida, mais você vai ser dependente do dinheiro. O bom mesmo é ter dinheiro no banco e nem precisar dele, andar mais leve…

    Bem, dados os cuidados a se ter que já comentei, e outros mais, o que você tem que fazer primeiro é repensar seu modo de viver, ver onde acha que pode se tornar mais leve, identificar seus verdadeiros talentos, dons, inclinações, onde você é produtivo e se desenvolver… Nunca se tornar ocioso, ser sempre produtivo. O bom do dinheiro sobrando é que você pode ser produtivo sem a amarra financeira, fazer as coisas por inclinação e boa vontade, sem necessariamente pensar no retorno financeiro (e curiosamente, mutias vezes você continua ganhando dinheiro, pois quem faz o que faz de boa vontade, sempre recebe sua paga).

    Você disse estar com 56 anos, 6M na conta, e que gostaria de gastar 0,05 por mês, o que dá pelo menos R$ 25.000,00 mensais se apenas colocar o dinheiro na Poupança. Com esse patrimônio dá para investir de forma bastante empreendedora e diversificada. Ações, imóveis, renda fixa, negócios, etc… Mas, sinceramente, se apenas colocar na Poupança e retirar os juros você vai viver tranquilo o resto da vida… Mesmo que a inflação corroa uma parte e o capital original perca poder de compra, ainda assim é dinheiro suficiente para viver o resto da vida.

    E os filhos? Deixe para eles bons valores, exemplos, desafios… não deixe moleza, dinheiro em excesso, facilidades em demasia…

    Por fim, penso o seguinte: você com certeza é de família trabalhadora e que, através de seu trabalho, gerou e gera muitos frutos, e são colhidos não só por vocês mas por todos a sua volta. Nosso trabalho e nosso patrimônio não é só para nós mesmos… Somos como uma árvore que dá sombra e frutos a todos que passam por nosso caminho. Não devemos acumular somente, devemos principalmente distribuir… Essa é a beleza da vida! Esse paradoxo entre acumular e distribuir é um mistério que vale a pena viajar…

    Bem, gostaria de conversar mais sobre isso. Mas espero já ter ajudado um pouco… Se quiser conversar mais sobre isso ficarei feliz em ajudar! Sei que não respondi diretamente sua pergunta, mas acredito que comentei coisas importantes nessa breve mensagem…

    Grande abraço!
    Leitão

  3. 3 Anônimo

    É isso mesmo. Claro.
    Mas os próximos 10 anos vão ser de muitos gastos.
    3 filhos estudando em cursos caros, pós graduação etc.
    Meu objetivo é deixar -los bem preparados, e com uma casa pra cada. Aí acredito que dei minha contribuição e posso deixá-los por suas próprias pernas.
    Pensando assim 6 milhões, não parecem muito, por isso te questionei.
    Gerar renda e ainda ajudar os filhos e morrer antes do dinheiro acabar. Kkkk.
    Qq coisa que possa acrescentar agradeço. Abraço Roberto

  4. 4 Leitão

    Oi Roberto!
    Rssss…. 6M é muito sim, mas qualquer quantia será pouco se não souber levar… Dá para você cumprir sua missão e ainda sobra, pode ter certeza. Se mal administrado já dá, imagina se bem gerido. Agora, se cometer erros com mal investimentos, pode ser trágico. Você fez bem em procurar orientação antes…

    Vá com calma. Coloque de imediato tudo na Poupança mesmo. Dedique um tempo para aprender sobre Tesouro Direto e Ações. Duas formas eficazes de se investir, mas que demandam um entendimento prévio… não invista em nada que não conheça bem antes…

    Quando sentir-se preparado para as ações, poderá, por exemplo, ir transferindo 1/3 gradualmente para a montagem de uma boa carteira. Mas gradualmente, não compre muito de uma vez, nunca concentre demais, diversifique setores, analise bem os fundamentos de cada empresa que escolher… Evitar erros é mais importante do que acertar…

    Aqui mesmo no Blog e nos meus livros tem bom material para se orientar nas ações… E precisando de ajuda, pode contar comigo!

    Abraço!
    Leitão

  5. 5 GlaucoTonello

    Leitão
    Qual seria o momento mais apropriado para a pessoa viva somente de renda?Quando os dividendos ultrapasse os gastos de um ano?
    Como foi o seu caso, se é que possa ou queira compartilhar.
    O que pensa a respeito

    Glauco

  6. 6 Leitão

    Oi Glauco!
    Bom dia!

    Costumo dizer que “viver de renda” não é um objetivo final a ser atingido, é um Estilo de Vida, em que vamos aprendendo a gastar menos do que ganhamos, a evitar armadilhas de custo de vida, de luxos, de decisões erradas… vamos aprendendo a viver mais simples…

    É uma caminhada e um aprendizado constante. Vivendo assim, sem perceber, num belo dia temos um fluxo de caixa positivo, um patrimônio considerável, um custo de vida racional e satisfatório, uma tranquilidade financeira e emocional.

    Mas não pense que é só sentar e ficar esperando dinheiro cair na conta. Administrar patrimônio dá trabalho. É preciso olhar atento e mão-na-massa em tudo que você vem construindo. Mas que bom que é assim, pois devemos ser produtivos por toda a vida… Ociosidade mata!

    No meu caso eu trabalhei duro por 15 anos em firma, até que digamos “fiz a virada” aos 32 anos, num processo de mudança de vida para cuidar do que havia construído e do que ainda haveria de criar… A partir daí continuei trabalhando duro sim, mas em um outro patamar, com outra visão de vida.

    Hoje estou com 42 e digo que valeu muito a pena. Dou meu testemunho de vida que vale a pena! E aqui no Blog estão os últimos 12 anos dessa caminhada… :-)

    Bem, estou escrevendo um novo livro sobre tudo isso… Desde que Heitor e Dudinha nasceram meus projetos estão na gaveta, mas… uma hora retomo! rsss

    Abraço!
    Leitão

  7. 7 Glauco Eliseu Tonello

    Bom dia, Leitão
    Na realidade não penso em parar 100%, até porque como sou professor, posso diminuir a quantidade de aulas ou aumentar dependendo da situação. Mas com estilo de vida com custo baixo, ajuda mais ainda nas minhas decisões, como sou professor de Física concursado, dificilmente eu ficaria sem aulas e junto aos dividendos e aluguel eu posso amplificar na RV, mas 47anos e 25anos lecionando estou estruturando para daqui a 5anos eu consiga diminuir bem o ritmo ( lembrando que estou com o planejamento pronto). Mesmo com a mudança de regra da aposentadoria, o único problema efetivo seria esperar dar a idade necessária.

    abração
    Glauco

  8. 8 Marcelo Bezerra de Araujo

    Leitão, vc é uma pessoa muito boa e de coração enorme! Confesso que li esse chat e fiquei com lágrimas nos olhos.
    Se vc soubesse o tanto que eu aprendi aqui. Muito lindo esse seu espaço, muito bom essa sua cozinha mineira! Vc partilha e se doa. Eu sou muito grato por isso!
    Espero muito que o Roberto prospere, que os filhos dele prosperem mais ainda, que o coração dele multiplique os seus ensinamentos. Sei que ele terá que ter um bom cuidado daqui pra frente, agora é uma etapa que tem tudo pra dar certo, mas os erros podem acontecer também…
    Estou torcendo muito para que vc possa ajudar o Roberto, orientar e ensinar.
    Leitão, vc é uma pessoa muito abençoada!
    Abraços!

  9. 9 Leitão

    Oi Glauco!
    Que bom que já está se programando para essa mudança de vida, que tem que ser gradual mesmo… Nesse prazo de 5 anos dá tempo de ir se adaptando, com certeza. O que não pode (e muita gente tenta) é procurar mudar de vida de um dia para o outro.

    Sua flexibilidade no trabalho também será ótima para isso. E vale a pena ir desenvolvendo outros dons/talentos/inclinações para quem sabe ter outras fontes de atividade e renda, instigantes, que tragam retorno financeiro e satisfação também.

    Eu, por exemplo, sei fazer de tudo um pouco, rsss… desde encanador, eletricista, marceneiro, criador de animais, construtor, escritor, etc, etc, etc rsss… De fome não morro não, rssss….

    Sobre a aposentadoria do governo, nunca contei com ela. Eu nunca trabalhei de carteira assinada e então não criei ilusões com a aposentadoria. Acho que isso foi bom, pois me livrou da armadilha e ilusão da “aposentadoria”. Não fiquei preso a um CNPJ, a uma expectativa , a uma única alternativa. Criei minhas próprias alternativas. Valeu muito a pena…

    Abraço!
    Leitão

  10. 10 Leitão

    Oi Marcelo!
    Obrigado pelas gentis palavras! Valeu mesmo! Fico sempre contente em poder ajudar… Eu creio que as palavras têm poder, e essa troca de energia aqui com os amigos é muito boa!

    Forte abraço!
    Leitão

  11. 11 Glauco Tonello

    Boa tarde leitão. Gosto tbm de realizar várias coisas.
    Eu acabei abrindo os olhos em relação a aposentadoria tarde d+ e que no momento estaria faltando pouco. Fiquei tempo contribuindo com INSS e Estatutário e a dois anos recebi um desafio de realizar a implantação de uma escola integral no meu município e ao mesmo tempo coordenar a área das Ciências da natureza e Matemática, o que tem contribuído para desenvolvimento pessoal. Mas como disse eu pretendo ficar até os 30 anos e depois seguir rumo em outras coisas.
    abração
    Glauco

  12. 12 Leitão

    Legal, Glauco! É isso aí mesmo… fazer seu melhor agora e já se programar para boas mudanças, quando as desejar fazer… Já fica aqui meu desejo de sucesso nesses projetos todos! :-)

    Grande abraço!
    Leitão

  13. 13 Glauco Eliseu Tonello

    obrigado Leitão
    tamu junto
    abração
    Glauco


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s