Tenho 44 anos. Vale a pena começar a investir na bolsa?

21set17

“Boa tarde, Leitão! Tenho 44 anos, vc não acha que está tarde para começar a investir em ações mensalmente, fazer investimento gradual? Pretendo parar de trabalhar aos 60 (se deixarem…) então eu teria uns 15 anos para resgatar meu dinheiro. Vc não acha que apenas 15 anos é um período curto para investir em ações? Que vc acha? Um abraço! Marcos”

———————————-

Oi Marcos!

Uma armadilha muito sutil e angustiante é a tal noção de “aposentadoria”. Nos faz viver mal o presente, muitas vezes nos fazendo reféns de rotinas insalubres pra vida.

O problema não é trabalhar duro. Temos que dar duro mesmo! O problema é trabalhar duro com a cabeça abaixada olhando só para a trilha, como gado na pastagem.

A gente tem que procurar viver bem cada dia, fazer o que nos vier à mão da melhor maneira, buscar o pão nosso de cada dia… O que for bom de fazer, fazemos; o que não é bom de fazer mas é nossa tarefa, fazemos também com diligência… Fazer tudo que lhe vier à mão com amor, sem o autoengano da aposentadoria futura. Vivendo assim somos libertos, e quando chegar o momento da vida que a tal “aposentadoria” se efetivar, nem percebemos e não vai fazer tanta diferença assim… Afinal, quem é que tem a certeza que vai chegar aos 65 anos, aos 55, ou 45?

Devemos sim ser prudentes, pensar no futuro, planejar os grandes objetivos e fases da vida, mas não devemos nos tornar reféns do porvir…

Pensar no futuro sim; mas viver pensando no futuro, não. Senão acontece uma dissociação entre Presente e Futuro, e nossa alma fica no limbo da existência…

Trabalhe firme, gaste menos do que se ganha, poupe e invista com inteligência. E não limite seu crescimento só para fora. O crescimento para dentro é o mais importante.

Eu gosto de viver pensando assim: “Se eu tivesse acabado de ganhar na loteria estaria fazendo o que faço hoje? E se eu recebesse um diagnóstico com um prazo de vida de apenas 30 dias, estaria fazendo o que faço hoje? A resposta tem que ser sim para ambas as alternativas!”

Eu fiz essa mudança de vida aos 32 anos; hoje estou com 40 e digo que valeu muito a pena… Mas o que nos torna livres não é a quantia de dinheiro que temos e sim nossa forma de ver a vida, nossa cosmovisão… Conheço pessoas com pouquíssimos recursos financeiros vivendo com dignidade e contentamento; e conheço também muitos com bastante dinheiro vivendo vidas miseráveis…

Você disse que tem 15 anos para poupar e investir, está ótimo! É um bom prazo sim… Manda ver!!

É como diz o trecho daquela música:

“Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu; é sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu.” (Trem Bala – Ana Vilela)

E mais que isso: Seu sucesso, nessa caminhada, tem que ir além de você mesmo. Deixe-se transbordar por onde for! Que sua sombra vá curando a outros por onde passar…

Um abraço!

Leitão
————————————
> Quer comentar? Alguma dúvida? Deixe uma mensagem…

Veja também…

Para pensar fora da caixinha…

Já pensou em comprar sua liberdade?

Como seria sua vida caso tivesse R$ 3,6 milhões?



24 Responses to “Tenho 44 anos. Vale a pena começar a investir na bolsa?”

  1. ótimo texto!

  2. 2 Anônimo

    Parabéns

  3. 3 Leitão

    Obrigado, SenhorBufuna e “Anônimo”! Grande abraço!

  4. Boa Tarde!

    Mestre Leitão,

    Mais uma vez, excelente sua analise. Tenho 50 anos, até hoje consegui muito mais que imaginava, mas mesmo assim as vezes fico pensando em como será o futuro, como vou viver, de que forma, como ter uma “aposentadoria” tranquila, etc, etc. Isso gera um desconforto muito grande. Dai recorro a um livro que se chama “Como evitar preocupações e começar a viver”. Em uma das passagens do livro o autor cita que no próprio Pai Nosso nós dizemos “O pão nosso de cada dia nos dai hoje”, ou seja, ontem passou, o amanhã não sabemos como será e se estaremos aqui. Então temos que viver o hoje, planejando o futuro, mas viver feliz. Como você já colocou, “quanto menos precisamos para viver, mais rico nós somos”. Grande abraço e fique com Deus.

  5. 5 Leitão

    Oi Janio!
    Boa tarde!

    Valeu!

    Sim, essa preocupação com o “futuro” não é saudável. Só podemos fazer as coisas bem feitas hoje, agora. E o futuro é só consequência do que foi bem feito no presente. Só isso, o resto é futurologia, rsss… Vivendo assim a gente retira o fator Ansiedade da coisa… (Mateus 6:25-34)

    E a melhor medida de nossa prosperidade não é o quanto de recursos acumulamos, mas o quanto de recursos compartilhamos… Aí sim nos sentimos verdadeiramente ricos. É um conceito de outro mundo mesmo, por isso é tão difícil de assimilarmos. (2 Coríntios 8:15 e Atos 20:35)

    Abração!
    Leitão

  6. 6 Alexandre Goulart (ES)

    Grande Eduardo (Leitão)!
    Lembra de mim? “Sumo” por um tempo, mas de vez em quando apareço por aqui. Como está? Espero que tudo esteja bem com você e família. Belas palavras. Concordo em “gênero, número e grau” contigo.

    Prezado, Marcos. Nunca é tarde para começar. Não podemos voltar ao passado, mas podemos fazer um novo futuro. Comecei com 36 (hoje estou com 49) e não me arrependo de nada. Boa sorte e bons estudos!

    Fiquem com Deus!

  7. 7 Leitão

    Legal, Alexandre! Obrigado! Apareça de vez em quando aqui na minha cozinha! :-) Abração!

  8. 8 Marcos

    Valeu Leitão, fiquei famoso! Hehe

  9. 9 Leitão

    Oi Marcos!
    Eu que agradeço a sua pergunta! Ela pode ajudar a muitos outros…

    Grande abraço!
    Leitão

  10. 10 Luiz Alvim

    Caro Mestre,

    Excelente post. Certamente um dos melhores que você já fez. Conseguiu resumir muito bem como devemos nos comportar com relação a este assunto tão importante que é a aposentadoria. Vivemos num país onde a educação financeira tem um nível baixíssimo e a cultura do “deixa a vida me levar” é bem mais disseminada. Saber viver de forma equilibrada e com responsabilidade é a chave do sucesso. Parabéns!!!

    Marcos,
    Você ainda é muito novo meu amigo e, em minha opinião, não existe idade limite para se investir em ações. Fiz os cursos do Leitão aos 61 anos de idade e, desde então, pratico o IG (investimento gradual) regularmente e com muita disciplina. Na estratégia de investimento que defini para mim, as ações têm um papel muito importante. Mesmo num país como o nosso, onde as taxas de juros da renda fixa são muito altas, considero que a renda variável é o melhor investimento olhando para o longo prazo. Mas, acho importante, antes de iniciar o IG, definir os objetivos a serem alcançados, as metas e os prazos. No meu caso, por exemplo, o meu objetivo é: formar, num prazo de dez anos, uma carteira com ações de boas empresas visando complementar a minha aposentadoria através dos dividendos. Hoje estou com 67 anos, quase completando o meu sexto ano de IG, e sigo bastante animado com a minha carteira. Naturalmente, se eu tivesse conhecido o Leitão quando tinha 44 anos, minha tarefa teria sido um pouco mais fácil. Mas, a vida é assim mesmo. A cada dia que passa vamos aprendendo coisas novas que nos ajudam a direcionar o nosso futuro. Tenho para mim que sempre é tempo para se iniciar o investimento em ações e que o IG é um ótimo método para isto.

    Abraço,
    Luiz Alvim

  11. 11 Marcelo

    Poxa vida, que coisa maravilhosa é essa cozinha do Leitão!
    As vezes a gente até se emociona com tantos ensinamentos de vida que o Leitão nos passa e também com os depoimentos primorosos como esse do Luiz Alvim.
    É certo que todos nós leitores aprendemos muito a cada dia nesse lugar abençoado que o Mestre criou!
    Sou muito feliz por poder aprender tantas coisas por aqui, desde o objetivo do blog que é o investimento em ações, e a educação financeira até mesmo lições de vida e lições para ser alguém melhor, para si, para a família, para o próximo e para o mundo!
    Obrigado de coração!

  12. 12 Leitão

    Oi Luiz!
    Obrigado, meu amigo!

    Que bom vê-lo por aqui! Obrigado pela mensagem, seu exemplo é uma motivação a todos aqui! Sua sombra tem abrigado a muitos nessa caminhada, meu amigo. Sempre prestativo e com boa vontade em compartilhar seu aprendizado, principalmente lá na turma!
    Grande abraço!!

    ——————–
    Obrigado também, Marcelo! É bom ver a turma crescendo junto… a caminhada fica melhor com companheiros de jornada…
    Abração também!

    Leitão

  13. 13 Zano

    Parabéns pela belo filosofia de vida. Estar de bem com a vida é ser feliz hoje.

  14. 14 Leitão

    Obrigado, Zano! Grande abraço!

  15. 15 Summerholt

    Que grande história, Luiz.
    Parabéns.

    Um abraço.

  16. Inspiração pura heim Leitão! Excelente resposta e acredito que esse é o caminho! Nunca é tarde para iniciarmos! Eu também comecei recentemente, com 44 anos e tenho um projeto para aos 60 ter liberdade financeira, mas sem deixar de viver o presente alinhado com meus propósitos de vida. Abraços à todos e boas férias mestre!

  17. 17 Leitão

    Obrigado, Simone!! Abração!

  18. 18 MOISES MARTINS DE MIRANDA JUNIOR

    Leitão,
    Parabéns por Servir ao próximo!
    Li todos os comentários. Ouvi o João Batista Olivi, apresentador do Canal Rural falar essa semana: “olhe, tenho 66 anos e nunca vi em minha vida o que nos espera para 2018 no Brasil: Selic – IPCA = 2,5% ao ano!”. Logo, temos que ser eficientes na escolha das Vaquinhas Leiteiras (Girolando, Jersey, Holandesas P.O). É claro que vai sair umas Gabiruzinha de vez em quando, rsrs, que só vão dar leite com o bezerrinho novo, mas faz parte.
    Ninguém só faz excelentes negócios na vida e “o que paga conta, é a média!”.
    Moisés, Eng. Agrônomo formado em Viçosa-MG, goiano de nascimento e de ocupação agrícola.

  19. Excelente texto, Leitao!! Parabens! só não concordo totalmente com essa colocação sua: “Mas o que nos torna livres não é a quantia de dinheiro que temos e sim nossa forma de ver a vida, nossa cosmovisão” . Infelizmente o fato é que só nos tornamos realmente “livres” quando atingimos determinada quantia de dinheiro… pois, independente do estilo de vida adotado, do mais simples ao mais sofisticado, é preciso arcar com compromissos financeiros e, se você ainda não tem renda passiva o suficiente (independência financeira), terá sim de trabalhar para se sustentar. Portanto, para mim, o que nos torna livres está sim intimamente ligado ao patrimônio $$ acumulado, no entanto, isso não significa que só seremos felizes quando o dia da “independência financeira” chegar… Como vc mesmo colocou: “Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu; é sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu.” (Trem Bala – Ana Vilela)

    Grande abraço

  20. 20 Leitão

    Oi Moises! Oi Bruno!
    Obrigado pelos comentários! Estou voltando das férias…

    Apareçam sempre!
    Grande abraço!
    Leitão

  21. Olá Mestre Leitão,

    Suas sábias palavras, aliás, como de costume, nos traz sempre ensinamentos. Nosso viver, o tempo, as águas dos rios e as palavras proferidas não hão de voltar. Mas, aquilo que fazemos no presente, devemos fazê-lo de modo a viver os momentos intensamente e com entusiasmo, desejo de acertar, ser bom para você, família, amigos, todos. Amigo – como diz o poeta, nosso conterrâneo Mestre, Milton Nascimento – é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito.

    No “BUTECO”, nos curtirmos grandes amigos sem nunca tê-los visto. Fazer hoje não deixa de ser uma preparação para o futuro, quer pensemos nisso ou não, é inevitável, a não ser que, se for um erro, venhamos a corrigi-lo, o que fizemos será irreversível. O trabalho é um desses motivos de vivermos. O lazer, as conversas com os filhos, netos, amigos, pais – os meus já não estão mais comigo, se foram – é outro modo de nos realizarmos. Portanto, vamos buscar a felicidade naquilo que acreditamos e nos traz satisfação e veremos que a hora da aposentadoria irá chegar mais rápido do que esperamos e queremos.

    Caro Marcos,

    O que vou lhe falar vem da experiência e com a propriedade dos meus 74 anos, bem vividos. E não me acho velho, apenas bastante idoso. Velho é o que se entregou e idoso é o que se mantem vivo, com vontade de viver e fazer acontecer. Sou com certeza o mais idoso aluno que o Mestre teve.

    Você é um garoto, idade do meu filho mais velho. Pode acreditar nas ações, pois, tudo funciona corretamente, menos a certeza de que sempre elas vão subir e ganharemos em qualquer circunstância. Invista na bolsa, conscientemente, após aprender bem. Faça a sua carteira tentando eliminar o mais que puder o risco, inerente do negócio. Nunca perdi a convicção de que devo fazer sempre o melhor que posso e poupar, curtir a vida e INVESTIR em estudos, na educação e por que não na BOLSA.

    Conheci o site do Mestre Leitão, fiz o seu curso e invisto no IG desde quando terminei o curso em abril de 2014. Faço também minhas especulações – não é pecado – como diz o Mestre, quando tenho mais tempo para acompanhar a evolução da bolsa no seu cotidiano. Tenho apartamento alugado, já sou aposentado, mas continuo trabalhando até quando Deus deixar. Tenho RF para eventualidade e pronto uso. Detesto ter que vender minhas ações.
    Para escolhê-las uso as análises fundamentalista e gráfica aprendidas no curso, complementadas com a leitura dos posts no Buteco e Folhetim do Buteco, além de outras leituras, para bem avaliar minhas ações. Nem sempre a gente acerta, mas teremos com este estudo a certeza de que estaremos minimizando nossos riscos.

    Marcos, nunca é tarde para realizar qualquer coisa desde que lhe faça bem e que tenha convicção de que deve fazê-lo. É preciso começar, dar o primeiro passo e perseverar. Invista, é muito bom.

    A propósito Mestre, aquela ação que lhe falei por e-mail, estudei melhor seus fundamentos, e ela não passou nos meus critérios e estratégia e não serei sócio dela., pelo menos por enquanto.

    Parabéns Mestre por seu belíssimo post, Luiz Alvim sempre presente e é outro mestre que temos. Aprendo muito com suas análises substanciais, de um pesquisador e que sabe seguir e ampliar os conceitos recebidos do Mestre Leitão. Parabéns Jânio, Alexandre, Marcelo, Simone, Moisés e Bruno, seus “posts” foram inspiradores.

    Todos irão ajudar ao Marcos.

    Escrevi demais!!! Vão todos parar no meio!!!

    Forte abraço a todos,
    Martins

  22. 22 MARTINS

    Amigos, não foi para fazer propaganda mas saiu o nome do meu curso.
    Abraços.
    Martins

  23. 23 MOISES MARTINS DE MIRANDA JUNIOR

    Grande Martins, um dos meus sobrenomes hehe…a Experiência é muito valiosa! Como eu gosto das minhas conversas com meu avô de quase 85 anos e do meu jovem Pai de 59. Mesmo divergindo, pois ambos acham que investimento e patrimônio = comprar terra…sempre há um aprendizado.

    A viagem da evolução patrimonial é lenta, mas é preciso sim ter um início. E só existe a Nossa Senhora do Bom Fim. A Nossa Senhora do Bom Começo depende muito de nós!

    Grande abraço a Todos(as) da Cozinha do Mestre Leitão!

  24. 24 Leitão

    Oi Martins!
    Puxa, muito obrigado pela mensagem! Proporcionou-me minutos de grande alegria ao ler! Uma mensagem assim tão carinhosa e cheia de valor é como comer bolo de chocolate, rssss!

    Obrigado, meu amigo! É sempre um prazer tê-lo nessa turma cheia de gente boa!

    Um super abraço mineiro!
    Leitão

    ————————–
    Valeu também, Moises!
    Abração!!


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s