CHAT 22 a 28/fev

22fev16

Leia também…
Histórico de Chat’s (muitas dicas!)

Receba um resumo semanal desse Chat, toda segunda-feira...
Mais: Antes e depois  |  Melhores artigos do Blog  |  Chat’s  |  Livros
      RSS dos comentários



24 Responses to “CHAT 22 a 28/fev”

  1. 1 Leitão

    Bom dia, amigos!

    Abraços e ótima semana a todos! Bora desenvolver bons hábitos!
    Leitão

  2. 2 Anônimo

    Boa tarde Leitão,

    Vc acha q ter BBAS e BBSE numa mesma carteira (considerando carteira de 21 ativos) é algo justificável numa estratégia de diversificação? Já que BB Seguridade foi um desmembrado do BBAS e o ramo de seguros dá bastante lucro e temos poucas opções na Bovespa, eu poderia comprar os dois ativos ou isso seria errado, e seria melhor manter um deles na carteira.

    Grato,

    Paciente

  3. 3 Leitão

    Oi Paciente!
    Bem, o BB é dono da BBSE, então é meio redundante sim… Pense se vale a pena, pois talvez já tenha outros bancos na carteira, então daria para parar com o BB (talvez não precise nem se desfazer, apenas pausar) e manter a BBSE daqui pra frente… Mas como sua carteira é diversificada também não vejo problema se decidir manter os dois se considerar com bons fundamentos e dentro de seus critérios…. em fim, são apenas ponderações para lhe ajudar a decidir…

    Veja nesse link abaixo a estrutura societária do BBSE:
    http://www.bb.com.br/portalbb/page3,500148,500179,21,0,1,1.bb?codigoMenu=17789&codigoNoticia=36946&codigoRet=17850&bread=3

    Um abraço!
    Leitão

  4. 4 Anônimo

    Bom dia Leitão,

    Obrigado pelas considerações, vou deixar BBSE na manga :)
    Aproveitando que os leitores estão deixando chat mais quieto, vou trocar ideia com vc sobre POMO4 (Marcopolo).

    Tenho entre meus ativos, mas os resultados tem sido sofríveis…apesar de manter marke share sob domínio, não estão conseguindo resultados. Acabei de ver queda no comparativo de 2015/2104 anual, lucro liquido -60%, ROE caiu de 14,8% p/ 5,4%.

    A gestão da empresa tem tentando segurar os resultados de todas as formas.

    Em novembro/2015 você me disse que era problema conjuntural e não seria motivo p/se desfazer do ativo, acredito que você mantenha a opinião depois desse balanço do 4T15.

    Minha pergunta é: que critérios utilizar para dar uma pausa ou se desfazer de um ativo cíclico como parece estar se comportando a POMO?

    Em situações como essa q estamos, podemos estar diante de uma oportunidade para reduzir preço médio do ativo POMO, mas ao mesmo tempo fica o receio de que poderíamos focar nas empresas que estão entregando resultados consistentes mesmo nas adversidades como por exemplo WEGE,UGPA,AMBEV, etc.

    Abraço,

    Paciente

  5. 5 Leitão

    Oi Paciente!
    Pois é, esse tipo de análise/decisão é bem pessoal mesmo, porque a empresa é bem gerida mas passando por um momento ruim. Alguns vão optar por continuar e aguentar o mal tempo, outros vão decidir por destinar novos recursos para outras melhores, outros vão correr de medo ao menor sinal de problemas…

    O fato é que os indicadores estão fracos mesmo, lucros declinantes…

    Abraço!
    Leitão

  6. 6 Cidão

    Oi Leitão e amigos, bom dia! tudo bem?

    Conforme seu gráfico de 18.01.2016, ontem a WEGE3 rompeu um importante suporte de R$ 14,00, acho que podemos ficar de olho agora para bons preços e oportunidades nos próximos dias, em relação ao resultado divulgado, você tem alguma opinião ou recomendação?

    Grande abraço!
    Cidão

  7. 7 Leitão

    Oi Cidão!
    Bom dia!

    Sim, correto! Perdeu importante suporte e agora tende a cair mais, conforme o último gráfico:

    https://leitaoemacao.wordpress.com/2016/01/19/wege3-grafico-18-01-2016/

    Agora é acompanhar a provável queda e aguardar bom momento…

    Vou acompanhar e pintando nova leitura posto para os amigos aqui no Blog…

    Um abraço!
    Leitão

  8. 8 Leitão

    Opsss! Cidão, desconsidere o que eu falei…

    A queda de ontem tem a ver com o pagamento dos dividendos… a data EX foi ontem…

    Melhor aguardar um pouco mais o ajuste para ver se vai mesmo perder aquele suporte…

    Abraço!
    Leitão

  9. 9 ihouse

    Ola amigo Suino,

    Se possivel poderia tracar um fibo de ggbr4?
    Obrigado

  10. 10 Cidão

    Oi Leitão, obrigado pelo retorno!

    Tem também a questão de abrir e fechar o candle fora do suporte ou resistência, não tinha me atendado à isso.

    De qualquer forma obrigado!

    Um abraço!
    Cidão.

  11. 11 Leitão

    Oi ihouse!

    A GGBR4 parei de atualizar gráficos dela aqui no Blog devido a perda da qualidade de seus fundamentos…

    Vou ficar devendo essa! :-)

    ———————
    Beleza, Cidão!

    ——-
    Abraços!
    Leitão

  12. 12 Neto

    Leitão,

    Se não for pedir demais, poderia ajudar falando um pouco da CGRA3? Quais os pontos negativos que deveria ter em atenção com relação a esta ação?

    Obrigado desde já.

  13. 13 Alexandre

    Leitão, pegando carona no comentário do Neto, poderia falar também sobre:

    Por que a liquidez da empresa é tão baixa?

    Por que uma empresa tão redondinha (até onde sei), sem dívidas, lucros constantes e crescentes está sendo negociada com um preço abaixo do seu valor patrimonial?

    Fico pensando por que o mercado não dá a devida atenção a essa ação. Talvez seja algo que não tenho conhecimento. Se puder comentar, por favor.

    Obrigado,

    Alexandre

  14. 14 Leitão

    Oi Neto, Oi Alexandre!

    A CGRA3 (ON) não tem liquidez nenhuma, é melhor nesse caso ficar com a CGRA4 (PN), já que as duas possuem TagAlong de 100% e a PN tem preferência nos dividendos.

    A PN também tem baixa liquidez, é ruim isso, mas dá para comprar…

    A empresa em si é bem interessante, pequena e familiar, bem gerida e vem apresentando números muito consistentes a cada ano.

    Esse ano está difícil pra todo mundo, então não dá para exigir muito. Muitas empresas estão com queda nas cotações por isso, acaba sendo um sentimento de massa mesmo, e às vezes não tem relação direta com a empresa em si, o que parece ser o caso da Grazziotin.

    Emfim, empresa interessante e merece sim atenção. Só penso que ela poderia distribuir mais dividendos… Está retendo demais…

    Abraços!
    Leitão

  15. 15 Alexandre

    Oi, Leitão,

    Legal o seu comentário sobre a CGRA4. Obrigado! Gostaria de fazer outra pergunta:

    Quem investe em uma empresa há mais tempo, uns dez anos, por exemplo, tem mais tranquilidade em manter suas ações quando há uma piora nos seus fundamentos, como a Vale, Petrobrás, a CEMIG, etc.?

    Imagino que isso varia de acordo com critérios/estratégias/acompanhamento de cada um, etc. Mas observei que, de uma forma geral, investidores mais antigos não vendem suas ações “de cara” quando acontece algo negativo na empresa, como na caso da CEMIG, que perdeu algumas de suas concessões, ou mesmo a Vale que teve redução de seus lucros, entre outros problemas que conhecemos. Fico pensando se essas pessoas podem aguardar mais um pouquinho para decidirem sair por já terem lucrado bastante com a empresa nos tempos das vacas gordas.

    : )

    Alexandre

  16. 16 Yuri

    Pelo que compreendi nas aulas do Mestre Leitão e em outras leituras sobre o assunto, um investidor que compra ações para ser sócio de empresas, não decide comprar ou vender com base no preço da ação.

    O que define se um sócio investidor irá sair da empresa são os fundamentos. Se a empresa permanecer enquadrada nos critérios do investidor, mesmo que a cotação baixe muito, ele permanecerá sócio, pois entende ser uma boa empresa, e que no LP a cotação se ajusta.

    Já se os fundamentos da empresa se descolam dos critérios estabelecidos pelo sócio investidor, mesmo que a cotação esteja “alta” o investidor irá desfazer a posição, pois o foco não é a cotação, mas os fundamentos.

    Não sei se consigo ser didático como o Mestre, mas tentei contribuir. Alexandre, não sei se você já fez o curso do Leitão, mas eu recomendo muito para amadurecer esses conceitos – e eu nem fui dos melhores alunos, rs.

    Abraços,

    Yuri

  17. 17 Leitão

    Oi Alexandre! Oi Yuri!
    Bom dia, amigos!

    O Yuri fez um ótimo comentário (Obrigado, Yuri!).

    Alexandre, realmente quem tem uma carteira já mais madura fica mais tranquilo pois já vem acompanhando as empresas a um bom tempo e, alem da intimidade com elas, também tem um bom preço-médio que dá vantagem…

    As decisões são em cima dos fundamentos, como o Yuri comentou, e caso a empresa tenha seus fundamentos deteriorados é hora de reavaliar, com calma, se para de comprar e mantém o estoque atual ou se realmente é hora de se desfazer da empresa.

    É preciso calma e tranquilidade para decidir por sua cabeça e não pelo sentimento de massa. Pois muitas vezes o pessimismo geral pode contaminar e prejudicar nossa capacidade de decisão…

    É preciso evitar os dois extremos, ou seja, evitar ficar nervoso e agindo de forma precipitada ao sabor dos ventos e evitar também ficar paralisado, congelado, negligenciando uma acompanhamento inteligente.

    Abraços!
    Leitão

  18. 18 Alexandre

    Olá, Yuri! Olá, Leitão!

    De fato a queda de cotações sem deterioramento dos fundamentos na maioria das vezes não justifica a venda.

    Minha dúvida era sobre o preço-médio mesmo, pois tinha essa impressão: de quem é sócio há mais tempo tem mais tranquilidade.

    Abraços! E obrigado!

    Alexandre

  19. 19 Blek

    Bom dia, comecei a pouco tempo
    Mas escuto falar em ações dentro e fora do índice bovespa mas as mesmas são compradas na hora da minha corretora

  20. 20 Leitão

    Oi Blek!
    Bom dia!

    Sua mensagem ficou confusa… Tente elaborar melhor e enviar novamente, por favor, que lhe ajudo…

    Use o Chat mais atual, veja:
    https://leitaoemacao.wordpress.com/2016/02/29/chat-29fev-a-06mar/

    Abraço!
    Leitão

  21. 21 Blek

    Uma vez ouvindo notícias do mercado falaram que a gol e uma ação que não faz parte do índice bovespa e que diferença seria essa

  22. 22 Leitão

    Oi Blek!
    Fazer parte do índice não importa na prática. O que importa é se a empresa é de qualidade (boas finanças) e se tem liquidez (é bem negociada)…

    Você deve ter chegado a pouco tempo aqui no Blog e tenho certeza que vai encontrar aqui muita coisa para lhe ajudar… Procure ir lendo os artigos, chats, comentários…

    Costumo deixar o link abaixo para quem chega recente, veja:
    https://leitaoemacao.wordpress.com/about/dicas/

    E aos poucos vou ajudando mais…

    Um abraço!
    Leitão

  23. 23 Alexandre

    Oi, Leitão!

    Em um outro chat do blog você escreveu que um parâmetro para retorno das ações seria o dobro do renda fixa. Mas essa não é uma rentabilidade improvável de se alcançar? No momento, o Tesouro Direto IPCA, por exemplo, está pagando uma taxa acima de 7% mais inflação. Considerando um inflação média mais baixa de 5,5% (a atual está na casa dos dois dígitos). Então, penso que o dobro da renda fixa seria difícil de alcançar, pois acho que poucos investidores conseguem uma rentabilidade acima de 20%.

    Um outra dúvida: quando o mercado está “deprimido”, como nos últimos meses, as cotações caem muito. Quando vier o período de alta, será o suficiente para compensar essas quedas bruscas. As ações se recuperam pra valer?

    Agora abusando da sua boa vontade (rs…): qual é o valor médio em % que uma carteira diversificada com boas empresas rende sobre o seu valor atual?

    Obrigado!

    Alexandre

  24. 24 Leitão

    Oi Alexandre!

    Entendo suas dúvidas, mas você está muito focado em comparar duas coisas muito diferentes. Ações e Renda Fixa são muito diferentes.

    Ações são empresas, capital produtivo, gera lucro sobre lucro.

    Renda fixa é apenas capital estocado a juros.

    A comparação de uma coisa com outra assim de forma seca não é legal, gera muita dúvida mesmo. É preciso primeiro entender essa diferença em sua natureza…

    Ter uma referência é importante, mas só isso. Por definição, ações são obrigadas a serem melhor do que a renda fixa, pelo simples fato de haver mais risco em se tornar sócio de empresas… senão todo mundo ficaria na simples renda fixa mesmo e nem precisaria existir bolsa… Se existe forma de se investir em empresas, é porque é mais vantajoso – esse é um motivo simples de entender. Agora, ficar tentando buscar percentuais fixos em renda variável é perda de tempo. Eu comento que uma referência de 2x a renda fixa é bom para se ter parâmetros, mas não é uma coisa assim literal… Veja: a pouco tempo atrás antes das bagunças da Dilma a renda fixa estava tão baixa que até na Poupança mexeram… rsss…

    Sobre recuperação de mercado, outra coisa errada: foco em cotações simplesmente. Tire seu foco das cotações, pois bolsa não é só cotação…
    Mas sim, quando a economia se recupera e vem as alternanças de fase, a subida é forte e compensa tudo… Veja um gráfico dos últimos 20 anos da bolsa brasileira…

    Um abraço!
    Leitão


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s