O caso da empresa Mundial

25jul11

Em 11 de julho de 2011 o amigo leitor, Rafael, postou a seguinte questão:

“Boa tarde, Leitão!

 Gostaria de saber o que você e o pessoal acha da empresa Mundial. Principalmente a MNDL3.

 Num momento onde o ibovespa tem se mostrado instável esta ação quadruplicou o preço em menos de um mês. Eu cheguei a comprá-la por 1 real e vendi a 1,35 (excelente lucro), mas na sexta a danada fechou próximo dos 4 reais.

Devia ter trabalhado com o stop de venda ao invés de vender direto, não é?

 Obrigado desde já.

 Abraços,

Rafael”

—————————————————

Oi Rafael!

A Mundial (MNDL3) é um bom exemplo de conto do vigário para iniciantes em bolsa. É o tipo de movimento que acontece e ilude a muitos.

Veja:

A Mundial é uma empresa que não tem consistência em seus lucros, não tem bons retornos, margens apertadas, tem uma dívida muito feia, não gera receita consistente, etc… Ou seja, mal administrada, pouco lucrativa e endividada.

O que faz a ação de uma empresa ruim assim dar saltos de 1000% em poucos instantes? O jogo! A boataria! A Ganância! A inocência dos jogadores, etc… Ou seja, tudo de ruim que a bolsa tem, e nada de bom que a bolsa tem.

Mesmo que haja alguma justificativa plausível (por exemplo: aumento nos lucros), nada justifica saltos de 100% 200% 300% em poucos instantes. Nada! Apenas a jogatina!

Da mesma forma que ações como essa saltam para cima, também despencam para baixo, sem a menor lógica. Os que ganharam na sorte com isso, também vão devolver tudo depois… E pior, vão ficar viciados, pois jogo vicia.

Podemos brincar com isso, mas eu prefiro praticar alpinismo, rapel, motocross… É mais emocionante e melhor para a saúde.

Na bolsa não é lugar para brincar, para jogar… Existem outros locais para isso, menos danosos para o bolso da gente…

Um grande abraço e obrigado pelo comentário! Isso ajuda a muita gente aqui!

Leitão

PS.: Na imagem ao lado do post coloquei um gráfico atualizado mostrando o que ocorreu depois desta minha conversa com o Rafael.

Leia também…

> Diferença entre Investir e Apostar…

> Renda Fixa é investimento de alto risco!!

> Entrevista com o Leitão



8 Responses to “O caso da empresa Mundial”

  1. 1 T3

    Tá faltando o botãozinho Like (Curtir) aqui Leitão :-)

  2. 2 Anderson

    cumpadre washington diria “DANÁAAADA TCHU TCHU TCHU PÁ!”

  3. 3 Jota

    Alguém sabe qual pode ser a próxima. hahuahauhauhaahuahau.

    Brincadeiras a parte.., ‘Ministério Privado para Boas Finanças e Emocional Saudável’ adverte: “Empresas como esta fazem mal”.

    E quem ganhou com esta, se não foi apenas sorte, participou do esquema!

  4. 4 Phillip Souza

    Fazer mal faz… mas apostei! E perdi – hahahahaha

    Não foi com MNDL3, mas a MNDL4 e a danada voltou a subir hoje… ai ai…

    Faz parte para quem aposta, né!?

    (ainda bem que foi como opções à seco: bem pouquinho)

    Abraço.

    PS.: poucos são os que admitem as perdas…

  5. 5 Vlad

    Lembro-me de ter visto no Facebook uma mensagem de um perfil criado por um grupo de investidores que postava entusiasmado – justamente quando a ação estava em alta: “Ela já está com valorização de 600%!” escreveram.

    Na ocasião alertei a todos que estivessem lendo o post: …quem ainda não vendeu deve lançar um stop móvel porque uma empresa com dívida que supera 2 vezes o patrimônio é muito arriscada….”

    Posso apostar como a maioria dos que leram meu alerta deram de ombros. Outros que lançaram stop acabaram por ver o stop “desarmado”.

    Fica aqui outra dica para os colegas do Blog: stops não são 100% garantia de segurança. Quem lança um stop deve estar certo de que a margem entre o disparo do stop e o preço de venda sejam suficientes. Ocorre que a margem necessária em casos de queda tão intensa costuma ser muito grande.

    É certo que aqueles que vêm aqui ao Blog do Leitão para defender com a alma os “micos” da bolsa são os mesmos que acabam perdendo feio nessa hora. Felizes dos colegas aqui que têm o pé no chão.

    Acreditar em “micos” é um perigo. Não reconhecer o erro de fazer da bolsa uma jogatina é, no mínimo, imprudência.

  6. 6 João Magoo

    Pois é. Eu que não costumo acompanhar notícias me deparei com isso.
    Até as autoridades ficaram alertas:

    http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/cvm-investiga-manipulacao-em-acoes-da-mundial

    Maluquice né ? Ou não ?

  7. 7 RUDOLF OEHLING

    “GUEST”
    Depois não venham me dizer que eu não disse! É esperar para ver (melhor esperar dentro de um “shelter atômico”)

    MPX, a nova cartada de ouro de Eike Batista
    A MPX Energia (MPXE3), do empreendedor serial Eike Batista, pode ser a nova cartada de ouro do homem mais rico do Brasil. A gigante do setor de energia da Alemanha, a E.ON (USOTC:EONGY), estaria planejando a compra de 10% da MPX por R$ 1 bilhão, segundo reportagem da Reuters. Mais R$ 18 bilhões seriam investidos em parceria, nos próximos anos, para a construção de usinas de carvão e gás. O suposto investimento inicial da E.ON avalia a MPX em R$ 10 bilhões, um potencial de alta de 51% em relação ao valor de fechamento da companhia ontem na BM&FBOVESPA. No entanto, esses ganhos seriam apenas a cereja no bolo do investidor que acreditou na companhia desde o ano passado: em 2011 a MPX registrou valorização de 86,4%.

    ADVFN Newsletter

  8. 8 Sam

    Na época deste post, Eike ainda era “O Cara” kkkkkkk


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s