Suporte, resistência e cerveja…

31mar11

Em fevereiro o amigo leitor, Daniel, enviou uma questão básica sobre leitura de gráficos, mas interessante. Resgatei como post didático:

“Oi Leitão,

Em breve vou fazer parte da turma!

Gostaria de saber da galera e de nosso exmo. cozinheiro como calculam as tais resistências e suportes? Pois vejo sempre uma variação e não há padrão… São valores importantes para estarmos atentos?

Desde já agradeço!

Daniel”

——————————————

Oi Daniel!

Quando puder venha mesmo para a turma, você vai gostar!

Por aqui não consigo explicar tudo, mas vamos lá:

Suporte: é uma região de preços onde a grande massa de negociadores considera interessante, fazendo assim que a Procura fique maior que a Oferta.

Resistência: é uma região de preços onde a grande massa de negociadores considera cara para o momento, fazendo assim que a Oferta fique maior que a Procura.

Suportes e Resistências são Memórias de Preço. Regiões de preço em que a massa se tora sensível a elas.

Por exemplo: Vamos supor que, no supermercado, durante o mês inteiro a cerveja em lata estava sendo vendida a 2,00 cada. A demanda ficou sempre estável… Aí, o dono do supermercado resolveu baixar para 1,50. A Procura aumentou… vendeu mais! Mas então o dono do supermercado gostou, e resolveu subir a cerveja para 2,50… Depois de um tempo a Procura diminuiu… Então, para o relacionamento entre o supermercado e os compradores (Oferta e Demanda), 1,50 era um Suporte e 2,50 uma Resistência…

Abraço!

Leitão

Leia também…

> As notícias poluem sua cabeça…

> Probabilidade Favorável

> Livro do Leitão – Investir é Bossa Nova, Especular é Carnaval.



16 Responses to “Suporte, resistência e cerveja…”

  1. Boa Leitão!

    Gostei da comparação. Mas cá entre nós…
    É mais facil o mercado encontrar uma resistência do que os “fans” de cerveja diminuirem o consumo.
    A resistência no caso da cerveja é o grau da tontura. rs…

    Abraço.

  2. 2 Leitão

    Oi Fulgêncio!
    Rssss… Realmente!

    Mas o mercado de ações é igual a qualquer outro mercado, sofre as mesmas influências. A diferença é que no mercado de ações a coisa acontece com muito mais velocidade, justamente pela grande liquidez desse meio.

    Um abraço!
    Leitão

  3. 3 felipe

    Leitão, aproveitando este tópico, gostaria de tirar uma duvida:
    Poderíamos ver um OCO no BBDC4?

  4. 4 Leitão

    Oi Felipe!
    Não vejo essa figura no Bradesco neste momento não…

    Um abraço!
    Leitão

  5. 5 JMesquita

    Bom dia Leitão e geral,
    Didaticamente perguntando, poderia comentar sobre essa nova oferta primária e secundária do BBDC4, principalmente para os que estão posicionados?
    Valeu!
    Ps. Apos atualização da leitura, farei minha inscrição na turma do Condor, o que aliais
    me chama a atenção é que todas as turmas tem o Codinome de Aves será porque são de rapina ou por viverem nas alturas. rsrsrs pura brincadeira falou?

  6. 6 JMesquita

    Errei o código do Ativo, falo da GGBR4.Gerdau e ñ bradesco.

  7. 7 JMesquita

    Desculpe, errei quanto ao nome do Ativo, o Ativo é GGBR4.

  8. 8 Leitão

    Oi Mesquita!
    As turmas têm nome de aves de rapina não é atoa… Rsss… A intenção é justamente formar pessoas astutas, ágeis, independentes, capazes de voar alto e enxergar longe. Então, nada mais apropriado do que associar o nome das turmas à essas belas aves!

    Quanto à Gerdau, se ela for lançar mais ações no mercado, tem dois pontos: 1) Mais ações no mercado é ruim para os atuais acionistas, que vão ter que dividir o mesmo pedaço de bolo (lucro) com mais sócios; 2) Em compensação, a empresa vai se capitalizar mais, e, se esse dinheiro for usado para o crescimento da empresa, então ao longo dos anos isso se converte em um benefício.

    Eu, particularmente, gosto do contrário, quando uma determinada empresa recompra suas ações no mercado (Vale fez isso não tem muito tempo, por exemplo). Neste caso, significa que a empresa está com dinheiro sobrando, e depois da recompra, ficam menos acionistas para dividir o bolo.

    Bem, didaticamente, essa é a relação entre Oferta e Recompra.

    Abraço!
    Leitão

  9. Muito boa a comparação entre as “aves de rapina” e o objetivo de seu curso.

  10. 10 JMesquita

    KKKK ! Acertei em cheio. espero continuar acertando no curso. rs
    Fala aí caro Fulgêncio,tudo bem? E aí vai fazer esse curso também?
    ( )s geral.

  11. Oi JMesquita…

    Tudo.
    Por enquanto não, vou ter que adiar por mais algum tempo ainda.
    Acredito que não conseguirei consiliar meu tempo pra fazer um curso bem feito.

    Bom curso pra você!

    Abraço!

  12. 12 Daniel Castro

    Oi Leitão,

    Legal ver uma dúvida virar post. De fato estou juntando tempo e recurso para fazer o curso .. na verdade não vejo a hora! Esta semana terei algumas respostas e espero conseguir fazê-lo nesta oportunidade ..! Sua resposta me ajudou muito nas expectativas que eu tinha no mercado … ficava muito ancioso, principalmente quando via as resitencias ou suportes sendo quebrados sem explicação aparente, passei a desacreditar que poderíamos usá-los como referencia! Após seus esclarecimentos estou mais calmo nas tomadas de decisões, porém confesso que muitas vezes ainda me sinto jogador! Por isso a urgencia em fazer seu curso! Vamos em frente … mais uma vez parabéns pelo excelente site. Abraços.

  13. 13 Leitão

    Oi Daniel!
    Que bom saber que o blog está ajudando! Obrigado pelo feedback!

    E quando animar vir para a turma será muito bem vindo! Você vai gostar! Espero vê-lo em breve então!

    Um grande abraço!
    Leitão

  14. 14 Rodrigo

    Adorei esta analogia! Não pela cerveja, pois não bebo, mas pelo fato que demonstra bem o mercado. Analisemos o seguinte, qual é o preço real da cerveja? No caso, poderíamos considerar R$2,00 como sendo o valor real da cerveja, certo. Quando o dono do supermercado quer vender mais ele abaixa para um preço um pouco abaixo do valor real, no caso R$1,50, se ele quer ganhar mais ele sobe para um preço um pouco acima, no caso R$2,50. Agora no caso, se você vende “pó de pirimpimpim”, ele pode custar tanto R$0,01 quanto pode custar R$100,00, mas quanto é o seu valor real? No caso, esse valor real, poderíamos chamar de “X”? Rsrsrs

  15. 15 Leitão

    Oi Rodrigo!
    Obrigado!

    Por isso é importante entender um pouco de Análise Fundamentalista, pois assim vai poder definir se a cerveja vale ou não 2,00, e se o pó de pirimpimpim vale ou não X reais… Assim vai poder Investir e também Especular com consciência…

    Ensino isso a meus alunos e todos gostam muito de passar a ver o mercado com olhos mais abertos…

    Um abraço!
    Leitão


  1. 1 Usiminas – Distorções curiosas de mercado « LEITÃO EM AÇÃO

Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s