AMBV4 – Gráfico – 01-09-2010

02set10

Oi pessoal! Bom dia!

Ontem Ambev mereceu atualização. As demais continuam conforme última vez postadas.

 Essa alta da bolsa bem que podia vir acompanhada de uma chuvinha… aqui em Minas está seco demais! :-)

Um abraço!
Leitão

Gráficos e dicas em seu e-mail...



21 Responses to “AMBV4 – Gráfico – 01-09-2010”

  1. Leitão

    Vejo que Ambev é uma das empresas com caracteristica de monopolio no mercado, que poderia ser escolhida para a carteira do Buffet. Voce acredita, que mesmo com um P/L alto, está se pagando um preço justo, pela capacidade de crescimento no longo prazo ?

    Abraço

  2. 2 Leitão

    Oi Jeferson!

    A Ambev é excelente empresa mesmo, e tem uma posição confortável no mercado. Mas agora está cara. Arrisco a dizer que está quase o dobro do que vale realmente.

    Pagar o que vale ou um pouco acima até é possível, mas pagar caro como agora não é legal não (isso falando em Investimento em Valor).

    Abraço!
    Leitão

  3. 3 Gustavo Garrido

    Leitão,

    Se entendi bem então a indicação neste caso seria para especulação, uma vez que temos oportunidades de ganho no curto prazo? Para investimento gradual já não seria uma boa opção no momento?

    Abraços,

    Gustavo

  4. 4 Aderson

    leitao,

    o pessoal anda confundindo bastante investimento em valor do investimento gradual, seria bom um post sobre isso

    xD

  5. 5 Leitão

    Oi Gustavo!

    Sim. Especulação. Para especular não importa se a ação está muito ou pouco valorizada, importa o zig-zag que ela faz no caminho.

    Oi Aderson! Realmente!

    Gustavo, vou pegar o gancho e explicar (vou resumir bem):

    1) Especulação: comércio de papel – compra e vende aproveitando zig-zag para fazer lucro rápido.

    2) Investimento Gradual: Construção de patrimônio – fazemos economias mensais e com elas compramos gradualmente ações de boas companhias, na intenção de crescer com elas. Aqui o que pesa não é o preço da ação, e sim minha disciplina de poupança e de associação com máquinas de gerar dinheiro (ações).

    3) Investimento em Valor: Potencialização de patrimônio – compramos ações de boas empresas mas somente se os preços de mercado estiverem atraentes. Resumindo: compramos só ação boa e barata, oportunamente, para potencializar a valorização de meu investimento.

    Podemos tirar o melhor dos 3 mundos, desde que os separemos bem, e atuemos corretamente em cada um.

    Abraços, pessoal!
    Leitão

  6. 6 Alessandro

    Leitão, boa tarde! Se fosse para comçar hoje, construção de patrimônio, que papel você indicaria para começar. Muito obrigado pela atenção e aguardo retorno.
    Alessandro.

  7. 7 Leitão

    Oi Alessandro!

    Petrobrás! Está a um preço interessante…
    Petr4, depois vale5, bbdc4, e assim por diante (todas do meu cardápio aí em cima)… deixaria a ambev e natura por último…

    Abraço!
    Leitão

  8. 8 FabioL

    Olá Leitão sobre estes três tipos:
    Especulação – tenho um ponto de entrada, saída e stop, com base nos gráficos
    Investimento Gradual – Compras mensais, independente do gráfico
    Sobre o investimento em valor, compramos qdo está barato (não necessariamente no ponto mais barato porquê não sabemos qdo isso vai acontecer). Mas qual o ponto de saída? De acordo com um percentual que definimos? Há um número mágico pra esse percentual ou olharíamos gráfico com prazo um pouco maior para definir um ponto de saída?

    Obrigado.

  9. 9 Leitão

    Oi Fabio!
    Muito bom, resumiu bem!

    Sua questão é fundamental, filosófica mesmo!

    O assunto é mais longo, mas vou tentar resumir:

    Em Investimento em Valor vendemos:

    1 – Quando erramos – podemos tentar comprar boa ação a bom preço, e depois vemos que erramos… A empresa não foi tão boa assim… Então desfazemos a posição.

    2 – Quando o potencial da empresa se esvai. Ou seja, depois de anos com o papel, nossa tão querida empresa deixa de ser uma máquina de geração de valor. Então saimos em busca de outra melhor (temos que ser frios assim mesmo).

    3 – Quando, mesmo de posse de boa empresa, surge uma oportunidade melhor ainda, e saimos de uma boa para uma melhor.

    4 – Para equilibrar o capital, re-alocação de capital. Quando o dinheiro em ações fica muito maior que a reserva na renda-fixa.

    5 – Por gosto pessoal ou objetivos pessoais – quando quero dedicar a outros objetivos na vida (comprar uma casa, etc…) e então desfazemos posições para direcionar a outros fins.

    Um abraço!
    Leitão

  10. 10 Marcos

    É impressionante quanto se pode aprender sobre investimentos em acoes, acompanhando este blog.
    Valeu Leitao!
    Muito obrigado!
    Marcos

  11. 11 Sam

    Marcos

    Esse blog é uma “autarquia”, como diz um amigo meu .. rsrs

  12. 12 Vanio Vedova

    Realmente a melhor escola não só acionária mas financeira como um todo que já vi. Divulguei para todos amigos e familia e é uma unânimidade por aqui.

    Abraços,

    Vanio Vedova

  13. 13 Leitão

    :-)

  14. 14 Ploko

    Olá Leitão, td tranquilo?

    Aproveitando a pergunta do Alessandro, a Copasa tbém não seria uma ótima opção neste momento, junto com as que vc citou?

    Apesar de historicamente ela ter um P/L baixo, hoje está em 5,5, além do seu preço estar abaixo do seu valor patrimonial por ação, ter ótimos dividendos, etc.

    Abraço,

  15. 15 FabioL

    Ih, agora esse tópico já desviou o assunto, mas já que começou vou continuar aqui rs.

    Conheci este blog através de um post que apareceu na ADVFN. A partir deste dia não parei mais de ler. Realmente todo o conteúdo do blog, por si só, já poderia virar um livro rsrsrs. Me identifiquei com a forma simples e objetiva como o Leitão aborda os temas

    Tenho indicado o blog a alguns amigos, que percebo que estão indo para o lugar errado em termos de investimento ou “plano de aposentadoria”.

    Leitão, parbéns pelo blog e pela boa vontade!

    Abraço

    Fabio

  16. 16 Leitão

    Oi Ploko!

    Isso mesmo! A Copasa é boa empresa, bem administrada e constante. E arrisco a dizer que está barata, sendo vendida por pelo menos metade do que vale! Uma margem de segurança muito boa!

    Seria uma opção para investimento conservador, para diversificar carteira, com horizonte de 5 anos pelo menos, com tranquilidade e boa prespectiva de retorno.

    Mas veja que isso é minha análise pessoal, que compartilho aqui com os amigos apenas para trocar idéias. Não é recomendação de compra não viu. Cada um tem que ter sua estratégia independente.

    ———————————–
    Oi Fabio!
    Muito obrigado!

    Como muitos amigos estão pedindo estou mesmo trabalhando em um livro baseado no blog, além de outros também. É um desafio pessoal muito grande, mas que dá prazer em fazer.

    Demora mais saí! :-)

    Grande abraço, pessoal!
    Leitão

  17. 17 Vlad

    Oi Leitão
    Espero que você seja tão simples e eloquente em seu livro como tem sido neste blog. Se assim for, com certeza, os próprios “sócios” desta autarquia :-) vão comprar e divulgar o livro.

    Gostaria de saber se em seu livro haverá um capítulo sobre gerenciamento de risco. Acho que é algo muito importante que tem sido deixado de lado por muitos investidores. Não sei se este assunto está em sintonia com o assunto que você pretende tratar neste livro.

    Quanto à COPASA, acho interessante passar pro pessoal que não é aqui das Minas Gerais que o que está pesando é o mesmo que pesa atualmente na CEMIG: risco aumentado de ingerência por parte do acionista controlador. É que a administração Aécio Neves privilegiou a tecnificação em detrimento à politização da administração pública e seu governo foi muito bem avaliado pelos acionistas. Quanto ao Hélio Costa – bem cotado nas pesquisas – os investidores não o têm visto com bons olhos. Tem até video no youtube onde o Hélio teria dito que acha o atual presidente dos correios (indicado ao cargo pelo Hélio) um homem capacitado a assumir a presidência da CEMIG. Ocorre que a atual administração é considerada por muitos a pior da história recente da ECT (correios). Apesar disso, também acho que as ações estão demasiadamente descontadas e se CEMIG despencar mais uma vez eu volto a comprar.

    Abraço

  18. 18 Leitão

    Oi Vlad!
    Obrigado! Vou manter a mesma linha sim, gosto de uma conversa informal na cozinha – flui bem melhor do que aquela de escritório cheia de embromações…

    Boa sugestão! Vou procurar abordar sim. O problema é a limitação do formato. Nem sempre é possível passar tudo que quero apenas com a mídia livro. Mas vamos ver…

    Sobre a Copasa, bem lembrado! E isso vale para todas que têm administração via governo. Por isso é que devemos agir de forma estratégica. Isso não só com essa ou aquela, mas com todas na carteira, mesmo as mais bonitinhas…

    Podia ter um terceiro mandato para o Aécio. Ele é bom de serviço mesmo!

    Abraço!
    Leitão

  19. 19 glauco tonello

    Leitão e Vlad.
    empresas que são controladas pelo governo são mais arriscadas, pois podem ficar igual a Eletrobrás. VPA muito acima do preço praticado na bolsa.
    Lógico que gostamos sempre que elas sejam bem administradas, pois alem da população se beneficiar podemos contar em ser sócia delas.
    mas esperemos que a copasa e a cemig, continuem do jeito que estão. bem administradas

    abraços

  20. 20 Octavio

    Leitão, mais uma vez parabéns pelo site, sou um leitor assíduo do seu blog, gostaria muito de saber a sua opinião sobre a oferta pública de ações da petrobrás, será uma operação vantajosa na sua opinião a curto/médio e longo prazo? Se você puder fazer um post sobre isso, ficaria muito grato, e acredito que muitos daqui também ficarão. Abraços.

  21. 21 Leitão

    Oi Glauco!
    Realmente. Mas essa questão serve para todas. Qualquer empresa mal administrada fica ruim das pernas.

    Má gestão não é privilégio só das empresas públicas não. O que mais tem é empresa privada ruim das pernas. Das mais de 500 ações da bolsa, arrisco a dizer que mais da metade é ruim de desempenho…

    Na verdade ficamos sempre de olho, públicas ou privadas, e se pisarem na bolsa, deixamos de ser sócios. :-)

    ————————————————-
    Oi Octavio!
    Não gosto de ofertas públicas. No meu modo de ver pra mim tanto faz se a petr está ofertando ou não. Compro ela ou outras independentes de “ofertas públicas”… Afinal, elas estão sempre ofertadas publicamente na bolsa mesmo… :-)

    Agora, se você está se referindo ao que isso implica para a empresa, se ela usar o dinheiro para crescer (conforme é o objetivo), tudo bem, será bom para todos. Mas eu não confio em promessas não. Gosto da petr pelo que ela é hoje e sempre foi no passado. Não fico “apostando” em ações não.

    Abraços, pessoal!
    Leitão


Participe! Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s